Topo
pesquisar

Olhar educativo, novos espaços e novos horizontes

Trabalho Docente

PUBLICIDADE

O imperativo de um novo pensar sobre a educação tem sido levantado nas últimas décadas. Construir um pensamento crítico constitui a sagacidade teórica da educação. A sociedade encontra-se na era da informação e do conhecimento, onde se apresentam os mais diversos recursos e meios de comunicação, que de maneira geral transforma a vida social, psicológica e interacional das pessoas. Por este motivo, cabe à escola proporcionar à população escolar, oportunidades para a construção de um conjunto de saberes e habilidades, através de novas estratégias que incluam os meios de comunicação na aprendizagem, a fim de integrar as técnicas cognitivas e emocionais dos educandos motivados pelo tempo digital, e vincular os professores ao mundo dos alunos.
Busca-se hoje, através do ensino aprendizagem, que os alunos adquiram uma atitude de protagonista da ação educativa, ativa, participativa e reflexiva, diante do conhecimento histórico, e que se atrevam a declarar posturas diante das contradições que se lhes apresentam; enfim, que sejam críticos.

Um trabalho sério em educação tem de dialogar diretamente com seus professores em interação com os estudantes. Por isso a educação necessita desenvolver projetos educacionais tornando os recursos tecnológicos e audiovisuais ambientes abertos para crianças e jovens, permitindo que contribuam e participem criticamente das informações recebidas. A educação também se transforma em uma atmosfera de intercâmbio de experiências de comunicação e educação. Devemos aprender a repensar um novo espaço e uma nova perspectiva educativa. Uma das principais características do mundo atual consiste no fato de que diferentes espaços se complementam e se interagem.
Assim, os recursos tecnológicos e audiovisuais na escola significam, não apenas mais um dos expedientes pedagógicos, mas, principalmente novas alternativas educativas de estabelecer essa escola no mundo, abrindo novos espaços e novos horizontes ainda não totalmente explorados. Praticamente todos os temas podem ser abordados pelos recursos tecnológicos e audiovisuais, que passam a ser constituídos pelos espaços do conhecimento humano. É principalmente por meio das imagens e de sons, que podem ser registrados por aparelhos tecnológicos e audiovisuais que se configura a sociedade globalizada.

Quando educamos com a interação dos recursos tecnológicos e audiovisuais, resgatamos o objeto de estudo e oferecemos caminhos para interpretação, entendimento e análise critica, permitindo a inclusão do processo da cultura tecnológica e audiovisual. Isso torna a aula criativa, participativa, prazerosa, saindo da mesmice das atividades tradicionais, onde o aluno muitas vezes, por falta de motivação fica desinteressado e conseqüentemente insubordinado.

Quando o professor constrói competência e habilidade para trabalhar com recursos tecnológicos e audiovisuais, ao contextualizar suas ações didáticas, esses meios serão usados como instrumentos pedagógicos enriquecedores da atividade educativa. No entanto, a escolha dos recursos tecnológicos e audiovisuais deve ser consciente, estando relacionada com o planejamento educacional e as metas estabelecidas, que desencadeiam as ações para se alcançar os objetivos propostos tanto da disciplina específica, como da escola como um todo. Ter como alicerce o que povoa o imaginário de nossos alunos pode facilitar nossa comunicação com eles e introduzir de forma agradável e prazerosa, novos conceitos e idéias.

GADOTTI, M. A escola e a pluralidade dos meios.

Amélia Hamze
Profª FEB/CETEC
ISEB/FISO
Barretos

Trabalho Docente - Educador - Brasil Escola

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola