Whatsapp

A prática docente com base nos temas transversais

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE



O trabalho docente deve atender às propostas retratadas pelos PCNs

 

Longe de quaisquer questionamentos, vivemos hoje em uma sociedade demarcada pela competição e pela excelência, na qual os progressos científicos e os avanços tecnológicos exigem cada vez mais que os jovens estejam aptos a enfrentar tal dinamismo. Partindo-se deste pressuposto, cabe ressaltar que a educação formal deve ser concebida como uma atividade extremamente complexa, visto que seus objetivos ultrapassam a mera transmissão de conteúdos, ou seja, representa uma entidade que participa ativamente da formação de futuros cidadãos, conscientes de seu verdadeiro papel frente à realidade que os cerca.


Com isso, houve a necessidade de se repensar o currículo, com vistas a ampliar a noção de algumas práticas pedagógicas e orientar cotidianamente o trabalho do educador em meio à sua laboriosa prática docente. Para tanto, surgiram os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs), norteados pelo objetivo de ampliar e aprofundar um debate educacional envolvendo escolas, família, governos e sociedade rumo a uma transformação positiva no que tange o sistema educativo brasileiro como um todo. Entre muitos de seus objetivos, citamos dois que parecem “soar” como bastante relevantes quando comparados à proposta do artigo que ora se evidencia, retratados por:


• compreender a cidadania como participação social e política,
assim como exercício de direitos e deveres políticos, civis e
sociais, adotando, no dia-a-dia, atitudes de solidariedade,
cooperação e repúdio às injustiças, respeitando o outro e
exigindo para si o mesmo respeito;


• posicionar-se de maneira crítica, responsável e construtiva nas
diferentes situações sociais, utilizando o diálogo como forma
de mediar conflitos e de tomar decisões coletivas;
[...]


Mediante tais pressupostos, cabe ainda mencionar a inclusão dos Temas Transversais, representando mais uma de suas propostas (PCNs), os quais se relacionam a questões voltadas para a Ética, Meio Ambiente, Pluralidade Cultural, Saúde, Orientação Sexual, Trabalho e
Consumo.


Desta forma, à luz dos acontecimentos que norteiam a sociedade de uma forma geral, torna-se importante que o educador reserve um momento propício e promova momentos de discussões com base na noção de valores, tais como: solidariedade, cooperação, ajuda ao próximo, respeito às diferenças, entre outros aspectos – valores estes que parecem se esvair pelo tempo afora.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)


Diante desta perspectiva, uma singular proposta para o educador é eleger como leitura literária “As caras da violência e alguns modos de construir a paz”, de Edson Gabriel Garcia, a qual prioriza esta transversalidade anteriormente retratada. A obra relata uma situação vivenciada numa determinada escola marcada por uma recorrente problemática – a violência entre os alunos. Mediante tal questão, a professora Yvone resolveu adotar uma prática pautada pela reflexão, no intuito de fazer com que os alunos reconhecessem suas próprias atitudes.


Certo dia expôs na lousa quatro cartazes que abordavam as principais temáticas: solidariedade, justiça, diálogo e respeito mútuo. Assim ao discutir acerca de cada um deles ia dando exemplos positivos de cada um dos alunos ali presentes e promovendo uma discussão que envolvesse a turma toda. Em seguida, procurou enfatizar sobre os distintos tipos de violência com os quais compartilhamos no nosso dia a dia, Não somente a violência física, mas também outras que tendem a todo momento a se enveredar pelas camadas sociais. Figurando-se entre elas estavam:

* A fome;

*Os regimes ditatoriais que tanto marcaram a história dos brasileiros e as medidas por eles adotadas, como a censura, por exemplo;

* A violência física;

* Falta de assistência médica;

* Corrupção;

*Analfabetismo;

*Vandalismo;

*Violência doméstica;

*Violência racial e sexual;

* Drogas, que também representam uma violência conta a integridade humana.


Com base em todas estas pontuações pode-se sugerir um trabalho, dividindo a turma e distribuindo cada tema para seu respectivo grupo. Desta forma, cada um deles ficará a cargo de apresentar por meio de seminários, dramatizações, palestras, entre outras modalidades, a temática em referência. As apresentações poderão realizar-se num espaço destinado a eventos, tais como no auditório ou mesmo no pátio, desde que ofereça suporte necessário aos grupos, como a instalação de data show, aparelho de som, retroprojetor, entre outros. Para celebrar este momento, os pais poderão ser convidados, podendo assim compartilhar com os resultados obtidos e fortalecer ainda mais o enlace obtido com a relação família x escola.


Por Vânia Duarte
Graduada em Letras
Equipe Brasil Escola

Português - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola