Whatsapp

Ambiente de Ensino da Matemática

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE


Ambientes Educacionais contribuindo
na formação de indivíduos


As instituições educacionais têm investido de forma intensa na melhoria do ensino, criando espaços nos quais os alunos podem debater ideias, promovendo a construção do conhecimento através dos recursos didáticos pedagógicos oferecidos por tais ambientes monitorados por profissionais da educação. Esses espaços possibilitam aos alunos e professores uma melhor capacidade criativa, o ensino-aprendizagem se torna mais eficaz e prazeroso, as habilidades matemáticas são construídas, elevam o nível de compreensão, novos conceitos surgem aliados a regularidades. O trabalho coletivo desperta a interação social, promovendo alunos capazes de participarem ativamente da sociedade.
 
As salas criadas para o ensino da Matemática são o elo entre os conteúdos escolares e o mundo, interagindo através da utilização de inúmeros recursos pedagógicos e tecnológicos. A troca de experiências também é um ponto positivo, pois cria alunos formadores de opinião, senso crítico, entendedores de situações complexas e não meros membros ocupacionais do território.

O ambiente deve ser de fácil acesso e possuir uma variedade de materiais pedagógicos, adequados aos diferentes níveis de ensino de forma contextualizada e interdisciplinarizada. O professor precisa estar preparado para trabalhar o aluno em conjunto com tais espaços, é papel do professor:

 Promover o estímulo e o pensamento ativo no aluno;
 Conscientizar o estudante de que o ambiente é um local destinado ao melhor ensino-aprendizado;
 Desenvolver um modo prático de exploração e adequação do saber;
 Estimular as trocas afetivas e de experiências;
 Fazer com que os alunos adquiram hábitos e respeito;
 Despertar a vontade de conhecer o novo, investigar;
 Criar situações que induzam o aluno a tomar decisões.



Os materiais utilizados em uma sala laboratório de Matemática podem ser inúmeros, destacaremos alguns essenciais para um trabalho proveitoso e dinâmico:

 Livros envolvendo vários assuntos relacionados à Matemática;
 Réguas, compassos, transferidor, trenas, cronômetros, termômetros, paquímetros, mapas, globos e etc.;
 Calculadoras, computadores, DVD’s, som, vídeos e TV;
 Geoplanos, formas geométricas;
 Obras de arte, pinturas, artesanatos, gravuras, material visual;
 Jogos: damas, dominó, bingos, xadrez, dados, cartas e os materiais criados pelos alunos.


A utilização das salas e, consequentemente, dos materiais servem somente como auxílio no ensino da Matemática, as aulas expositivas e demonstrativas devem abranger a maior parte da carga horária de estudos. A união dessas metodologias formará indivíduos diferenciados.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Marcos Noé
Graduado em Matemática
Equipe Brasil Escola

Matemática - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

Artigos Relacionados
Clique para conhecer uma proposta de atividade que envolve o uso de dados no ensino de potências.
Veja uma proposta de atividade em que, por meio de uma gincana, os alunos aprenderão sobre conjuntos e reta numérica brincando!
Obtenha uma sugestão de aula sobre análise de dados em que os próprios alunos pesquisarão os dados para organizá-los em gráficos e tabelas.
Clique e conheça uma sugestão de aula sobre ângulos alternos e colaterais formados em um feixe de retas paralelas cortadas por uma transversal.
Veja uma sugestão de aula sobre números decimais que propõe a criação de um supermercado fictício na escola para que os alunos aprendam brincando!
  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola