Whatsapp

Aula prática sobre o Big Bang

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE


Big Bang significa grande explosão, em Português.

Compreender a origem do universo, fato este que propiciou que existíssemos, intriga a humanidade desde os tempos mais remotos e, por tal motivo, temos um grande acervo de lendas, alegorias, documentos religiosos e publicações científicas que buscam trazer para nós essas respostas.

Na atualidade, temos a teoria do Big Bang como a versão mais bem aceita no que se refere à origem do universo e do Sistema Solar – valendo lembrar que teoria, na ciência, diz respeito a hipóteses, criteriosamente e por diversas vezes estudadas e testadas, dando a elas, dessa forma, grande credibilidade.

Por fazer parte de um conjunto de ideias e conceitos muito abstratos, trabalhar esse tema em uma aula expositiva pode, muitas vezes, não dar bons resultados. Assim, esse texto propõe estratégias para desenvolver esse conteúdo de forma mais dinâmica. Em virtude da confusão que sempre existe entre o conceito popular e científico de teoria, esse também será um momento para se introduzir o método hipotético-dedutivo como tema, ou aprofundá-lo, caso já tenha sido estudado.

Primeiramente, distribua cópias do texto “A metodologia científica” para seus alunos e faça a leitura com eles. Logo em seguida, é a vez de ser lido o “Big Bang - A Teoria do Big Bang”.

Após a leitura, para verificar o nível de entendimento dos estudantes, questione o fato de o Big Bang ser considerado uma teoria e o que eles pensam a respeito. Caso haja opiniões divergentes ou errôneas, trabalhe para que as mesmas sejam sanadas.
Partindo das premissas dessa teoria, que dizem que o universo se iniciou a partir da explosão de um aglomerado de matéria quente e bastante denso, e que desde então continua a se expandir, dois experimentos serão executados para propiciar uma melhor compreensão dos alunos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O experimento 1 permitirá que eles percebam que mesmo uma pequena explosão é capaz de distribuir matéria a longas e diferentes distâncias, ficando mais fácil a compreensão do porquê de existirem corpos celestes distribuídos em todo o universo. Já o experimento 2 ajuda os alunos a imaginarem a expansão do universo, a partir da análise de que as galáxias se afastam umas das outras continuamente durante esse processo.

MATERIAIS

Duas bexigas de festa, de tamanho grande; bombinha de bicicleta ou de colchão inflável; bolinhas de papel ou de qualquer outro material, de tamanhos variados; canetinhas.

Experimento 1:

1- Coloque as bolinhas dentro da bexiga;
2- Encaixe a bombinha na bexiga;
3- Infle a bexiga até que a mesma estoure.

Experimento 2:

1- Desenhe na bexiga, com canetinha, diversos círculos, de tamanhos e distâncias variados.
2- Encaixe a bexiga na bombinha.
3- Infle, gradativamente, a bexiga.

Para avaliação, uma boa sugestão é solicitar que, em casa, os alunos confeccionem um relatório sobre a aula.

Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia
Equipe Brasil Escola

Biologia - Estratégias de EnsinoEducadorBrasil Escola

  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola