Whatsapp

Aves | Sugestão de Aula

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE


Organismos com interessantes adaptações relacionadas ao vôo.

SUGESTÃO DE AULA RELACIONADA AO ORGANISMO DAS AVES

A abordagem didática referente às aves pode ser introduzida tendo como ponto de partida a caracterização evolutiva desses organismos. Ao iniciar a aula, o professor, de forma criativa, poderá introduzir o seguinte questionamento:

QUEM NASCEU PRIMEIRO: O OVO OU A GALINHA?

A partir de então, após despertar o interesse e curiosidade dos alunos, o educador iniciará a explanação acerca do assunto, enfocando os aspectos conforme abaixo:

- O tempo geológico estimado no qual teriam surgido as aves → aproximadamente 200 milhões de anos, durante o período jurássico;

- Origem (ancestralidade) → derivaram de um grupo de dinossauros bípedes, certamente com desenvolvido aparelho locomotor adaptado ao deslocamento terrestre, contudo já apresentando indícios de penas;

- Grau de semelhança → aparência similar aos répteis, conferindo aspectos como: estrutura óssea compacta, presença de escamas nos membros locomotores, presença de uma cauda extensa e aparelho bucal com dentes;

- Analogia reprodutiva → ressaltar a forma de reprodução ovípara;

- Mutações genéticas → a ocorrência de novas características causadas por fenômenos mutagênicos e a diferenciação de um organismo.

Na continuidade do conteúdo, o educador prosseguirá com a caracterização detalhada da morfologia e fisiologia interna e externa das aves, esclarecendo, por exemplo, o conjunto de fatores que conferem a característica endotérmica na manutenção do calor corpóreo.

Para facilitar a fixação da matéria e o entendimento dos alunos, as informações podem ser gradativamente introduzidas de acordo com sua aplicação relacionada ao vôo, sendo:

- A estrutura da pena impregnada por queratina, formada pelo cálamo (base de inserção na pele), ráquis (ramo principal), barbas (ramos secundários) e as bárbulas (filamentos que se entremeiam e conferem coesão à pena);

- A distribuição das penas pelo corpo conforme a função: as rémiges (penas das asas), tetrizes (penas que revestem o dorso e ventre do animal) e as retrizes (penas da cauda);

- Presença da glândula uropigiana, responsável pela lubrificação e impermeabilização das penas;

- A conformação dos ossos pneumáticos e o baixo peso dos animais;

- O baixo consumo de água e a ausência de bexiga urinária, visto o tipo de eliminação de excretas pouco tóxicas (ácido úrico);

- Presença de sacos aéreos associados ao pulmão;

- E a ausência de intestino grosso, também colaborando com a redução do peso do animal.

Durante o andamento da aula, deve ser apresentada aos alunos a relação existente entre o tipo de nutrição e a conformação do bico das aves, inferindo os diferentes hábitos nutricionais e a forma anatômica do bico.

Por exemplo:
O bico do Beija-flor, e a captação de néctar;
O bico do colhereiro, alimentando-se de pequenos invertebrados aquáticos;
E o bico das araras, adaptado a quebrar sementes, entre outros que podem ser citados.

Além da classificação das aves e os critérios que as distinguem em ratitas (as aves corredoras / ema e avestruz) e as carenatas (aves voadoras / garça e águia), devem ser comentadas as características específicas de cada um dos sistemas funcionais:

- O circulatório coração → contendo quatro cavidades (dupla e completa);

- A respiração associada ao órgão de canto (siringe);

- E o sistema reprodutor e excretor terminando em cloaca.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Krukemberghe Fonseca
Graduado em Biologia
Equipe Brasil Escola

Biologia - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola