Whatsapp

Cadeia alimentar

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE

 Na cadeia alimentar, os seres vivos se relacionam direta ou indiretamente.
Na cadeia alimentar, os seres vivos se relacionam direta ou indiretamente.

 

Compreender as dinâmicas que envolvem as teias e as cadeias alimentares é um grande passo para entender muito do que se trabalha na Ecologia. Isso porque tal assunto contempla temas como: os tipos de nutrição existentes, a classificação de organismos quanto ao tipo de alimento que os sustenta, sua função ecológica, a interdependência entre os seres vivos, etc. Assim, quanto mais cedo essa matéria for estudada, melhores as chances de seus alunos compreenderem bem muitos conceitos importantes.

Diante do exposto, sugiro essa atividade, que poderá ser desenvolvida tanto com crianças quanto com pessoas adultas, modificando somente a forma de interpretá-la e discuti-la.


Para tal, são necessários:

- Lenços de pano, em quantidade igual ao número de pessoas que participarão da atividade.

- Um pedaço comprido de barbante.

- Cartões com nomes de plantas, preferencialmente aquelas típicas do bioma em que vocês se encontram.

- Cartões com nomes de animais que se alimentam de vegetais, preferencialmente aqueles típicos do bioma em que vocês se encontram; e que se alimentam das plantas já listadas.

- Cartões com nomes de animais carnívoros e onívoros, preferencialmente aqueles típicos do bioma em que vocês se encontram; e que se alimentam dos animais e/ou plantas já listados.

- Cartão escrito “fungos e bactérias”, representando os decompositores.

* Procure também incluir animais que não despertam muita empatia, como ratos, anfíbios, baratas, moscas e urubus.


Iniciando a dinâmica:

Separe os cartões de acordo com o grupo ao qual pertencem (plantas, herbívoros, carnívoros e decompositores); e os distribua, de forma aleatória, a todos os participantes.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Identifique aqueles que receberam cartões relativos aos vegetais e peça para que se posicionem lado a lado, em linha reta.

Peça para que os representantes dos animais que se alimentam de vegetais se posicionem atrás das plantas, colocando as mãos nos ombros do colega da frente. Faça o mesmo com os animais carnívoros e onívoros.

Quanto ao decompositor, ele deverá passar o barbante em volta do grupo que foi organizado, segurando as duas extremidades desse material; representando o fato de que ele se alimenta da matéria morta oriunda de todos os seres vivos ali presentes.

Explique e discuta assuntos pertinentes ao tema e, depois, fotografe os participantes.

Agora, elabore algumas situações-problema, como:

- O lençol freático se contaminou;
- Todas as plantas foram arrancadas dali;
- Todos os fungos desapareceram;
- O animal herbívoro “x” morreu; etc.

E estimule a participação de todos quanto ao que ocorrerá com aquele ecossistema.

Coloque um lenço na cabeça do participante que representa o ser vivo diretamente afetado, e outros naqueles que, de uma forma ou de outra, também podem ser prejudicados; e também fotografe. Será visível que as consequências de tais situações não são isoladas.

Com base nessas informações e nas observações que farão, ficará clara a inter-relação entre os organismos ali presentes; e o fato de que o impacto que ocorre em uma única população, além de prejudicá-la, é capaz de promover problemas a vários outros grupos de seres vivos.

Para encerrar a atividade, peça para que façam um cartaz relacionado ao que foi discutido. Afixe neste material as fotos registradas, e exponha-o em um local visível, permitindo que outras pessoas se informem sobre o assunto.


Por Mariana Araguaia
Bióloga, especialista em Educação Ambiental
Equipe Brasil Escola

Assista às nossas videoaulas
Artigos Relacionados
Clique aqui e veja uma atividade sobre os fatores bióticos e abióticos direcionada para a Educação de Jovens e Adultos.
  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola