Topo
pesquisar

Carbono 14: uma aula pré-histórica

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE


Como o carbono é útil na arqueologia?

O conceito de Carbono-14 pode ser trabalhado durante a introdução da disciplina de Química Orgânica. É interessante para os alunos saberem que o Carbono é um dos elementos mais importantes e está presente em toda parte: nos alimentos que ingerimos, nas roupas que vestimos (polímeros nylon), e até faz parte de nossa estrutura corpórea. O carbono está presente na porcentagem de 60 % em massa do organismo humano, como também em todos os seres vivos, e é justamente sobre esta forma que iremos tratar neste contexto.

O que vamos apresentar cumpre a função de uma preparação prévia da visita ao museu e aborda o tema arqueologia com o objetivo principal de levar ao aluno o conceito sobre Carbono-14.


Múmias egípcias no museu britânico


Como seria possível saber a idade destes cadáveres? A descoberta da utilização do Carbono-14 para desvendar os mistérios de achados arqueológicos foi de extrema importância para a datação de fósseis.

O processo tem como base o percentual já conhecido do Carbono-14 (14 C) em relação ao Carbono-12 (12 C) da matéria viva (sem decomposição). O carbono 14 é um isótopo radioativo natural do elemento carbono, recebe esta numeração porque apresenta massa atômica 14.

14 C é formado continuamente na atmosfera e entra no processo de fotossíntese e, por isso, todos os seres vivos possuem em sua composição certa porcentagem de 14 C. Quando morremos continuamos a possuir carbono-14 no corpo? Quando os seres vivos morrem inicia-se uma diminuição da quantidade de carbono-14 em razão da sua desintegração radiativa.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Sabe-se que a meia-vida do 14 é de 5.730 anos aproximadamente, este é o tempo que o isótopo leva para transformar metade dos seus átomos em 12 C. A idade do fóssil é descoberta se baseando no cálculo comparativo entre a quantidade habitual encontrada na matéria viva, e aquela que foi descoberta no fóssil. A arqueologia utiliza esta técnica para calcular a idade de objetos históricos como ossos de animais antigos ou múmias de faraós.

Aplicação: A aula vai ficar muito mais produtiva com um passeio ao museu arqueológico, convide a turma para conhecer de perto o que estudaram.

Vantagens da aula expositiva:

• A curiosidade nos estudantes será estimulada com a ida ao museu;

• A aula de esclarecimento prévia facilita o trabalho da equipe de monitores do Museu, ela permite adiantar passos no processo de aprendizagem dos estudantes;

• Uma vez que os alunos já sabem os assuntos que serão tratados na visita, poderão trazer perguntas e dúvidas acerca do que viram e ouviram em sala de aula, facilitando assim o diálogo com os monitores.

Se sua cidade não possui um museu arqueológico, traga amostras de fósseis para a sala de aula, você poderá consegui-las em faculdades e centros de estudos.

Por Líria Alves
Graduada em Química
Equipe Brasil Escola

Veja mais! 
Radioatividade natural e artificial – Qual delas a arqueologia utiliza?  

Química - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola