Topo
pesquisar

Como montar um insetário

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE

Insetário com várias espécies de insetos
Insetário com várias espécies de insetos

Ao ramo da biologia que estuda os insetos e a sua relação com o homem damos o nome de entomologia (entomon = insetos; logos = estudo). Existem várias espécies de insetos que foram agrupadas em ordens diferentes. As principais ordens dos insetos são Homóptera, Hemíptera, Díptera, Orthoptera, Isoptera, Hymentoptera, Coleóptera, Lepidoptera, Odonata, Phasmatodea, Mantodea, Blattodea.

Para que as características dos insetos sejam vistas e estudadas, eles precisam ser coletados e sacrificados. Aqui iremos sugerir a montagem de um insetário que propicia que os alunos aprendam a coletá-los e sacrificá-los. Com isso os alunos aprenderão as características de cada ordem de inseto.

Nesse momento o professor pode se deparar com alguma questão ética sobre o sacrifício de animais. No caso da montagem de um insetário, os animais sacrificados serão somente insetos, e o professor pode trabalhar em sala de aula a questão de outros animais que são usados como cobaias em experiências. Nesse caso específico, o insetário é feito com o intuito de se conhecer melhor os insetos, seu corpo e sua fisiologia. A partir do insetário os alunos saberão quais as características de cada ordem e aprenderão a importância de cada uma no ambiente, seja um inseto vetor de alguma doença, ou um inseto polinizador.

Para a coleta dos insetos é necessário que se utilize a rede entomológica que é feita de filó. Todos os insetos devem ser mortos o mais rápido possível para evitar que eles se debatam e danifiquem partes do corpo como patas, antenas, asas, entre outras. Em todas as coletas o aluno deverá observar e anotar as características dos insetos coletados, assim como a data, o local onde o animal foi coletado, o nome da pessoa que o coletou, nome da ordem, nome da espécie e nome vulgar do inseto.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Para o sacrifício dos animais, coloque-os em um saco plástico com um chumaço de algodão embebido em álcool ou em acetato de etila. Coloque os insetos de corpo mole (como pulgões, traças, pulgas) em um recipiente com álcool 70. Os animais mergulhados em álcool 70 devem ser conservados dentro do próprio frasco.

Para evitar que o animal endureça, a montagem deve ser feita logo após a morte do inseto.  Se o animal demorar a ser fixado e endurecer, coloque-o em um vidro com um chumaço de algodão embebido em água e tampe o vidro. Espere dois dias e ele estará pronto para ser fixado novamente.

O insetário pode ser montado em caixas de camisa, caixas de sapato ou caixas com tampa de vidro. Quando se utiliza a caixa de camisa, coloca-se uma placa de isopor no fundo para que os animais possam ser fixados. Os insetos devem ser fixados com alfinetes no tórax. Para cada animal fixado etiquetas devem ser feitas, informando a data, o local e o nome do coletor, nome da ordem, da espécie e nome vulgar. Coloque dentro do insetário naftalina triturada para impedir que outros insetos se alimentem dos que estão fixados e para impedir que fungos cresçam nos animais.

O professor poderá propor aos alunos uma exposição dos insetários feitos por eles no pátio da escola.


Paula Louredo
Graduada em Biologia

Ensinando as crianças sobre a importância dos animais e da natureza eles aprenderão como preservá-los
Estratégias de ensino-aprendizagem Conhecendo os animais
As aulas em laboratório podem ser muito proveitosas, mas também podemos realizar aulas práticas sem essa estrutura
Estratégias de ensino-aprendizagem É possível realizar aula prática sem laboratório?
Conhecendo melhor, as crianças aprendem a respeitar os animais
Estratégias de ensino-aprendizagem Descobrindo os animais
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola