Whatsapp

O Complexo Golgiense | Sugestão de Aula

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE


O Complexo de Golgi: organela que modifica, armazena e
exporta substâncias protéicas e lipídicas.

SUGESTÃO DE AULA RELACIONADA À ATIVIDADE DO APARELHO DE GOLGI

O complexo golgiense, ou também denominado de aparelho de golgi, é uma organela celular bem interessante para ser trabalhada em sala de aula, visto que é uma estrutura que intermedeia um número variado de reações citoplasmáticas.

Durante a caracterização desta organela o professor deverá informar, entre outros aspectos, os primeiros ensaios experimentais propostos pelo cientista Camilo Golgi, observando e descrevendo a aparência morfológica deste sistema.

Em seqüência, pode ser enunciado com mais detalhamento a aparência do orgânulo, assumindo feições membranosas semelhantes a uma pilha de sacos (lamelas), chamados de dictiossomos ou golgiossomos. Geralmente ficam concentrados em regiões específicas da célula, mais próximos do núcleo e ao retículo endoplasmático rugoso (RER), seguindo padrão correspondente à atividade metabólica.

Entre as funções que podem ser enunciadas aos alunos, estão:

- A recepção de produtos de natureza protéica e lipídica, sintetizadas no RER e transportadas através do cito esqueleto até a face “cis” do complexo de golgi;
- O processamento por acréscimo de grupamentos nas extremidades dos produtos sintetizados, seja adição de elementos fosfóricos ou seqüência de peptídeos (aminoácidos);
- Armazenamento de substâncias (empacotamento de enzimas), com ação extracelular (grânulos de secreção) ou intracelular (enzimas digestivas dos lisossomos);
- E emissão de vesículas, difundidas da face “trans”, ficando dispersas no citoplasma ou direcionadas à membrana plasmática onde o conteúdo é secretado por exocitose.

Para compreensão dos alunos o professor pode citar como referência biológica as células pancreáticas e a produção de substâncias digestivas que passam pelo complexo golgiense, disposto na região apical das células, liberando enzimas que irão auxiliar na degradação das partículas alimentares ingeridas.

Durante a aula duas curiosidades podem ser ressaltadas:

- A primeira relativa à formação da vesícula acrossômica, na porção anterior da cabeça dos espermatozóides, contendo enzimas que facilitam a penetração do gameta masculino no gameta feminino (óvulo).
- A segunda, pertinente ao processo de divisão celular vegetal, sendo o complexo de golgi colaborando com a formação de uma parede celular entre as células filhas resultantes do processo de multiplicação.

O professor poderá traçar um paralelo entre o mecanismo funcional do aparelho do golgi com o processo de fabricação industrial subdividido em seções, comparativamente correspondente à compartimentação dessa organela celular.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Krukemberghe Fonseca
Graduado em Biologia
Equipe Brasil Escola

Biologia - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola