Topo
pesquisar

Conceituar Geografia com Raul Seixas

Estratégias de ensino-aprendizagem

Conceituar Geografia é, com certeza, o maior desafio do professor dessa disciplina. Trabalhar com música pode ser uma boa alternativa.
PUBLICIDADE

É muito comum alguns alunos – e até mesmo alguns professores – pensarem que a Geografia é “a ciência que estuda a Terra” ou, simplesmente, associá-la ao estudo do relevo e dos mapas. Assim, para um professor de Geografia, é muito difícil fazer com que seus alunos compreendam o real significado dessa área do conhecimento, bem como a sua profundidade e importância.

Para isso, durante o primeiro dia de aula, é recomendado que o professor tente manifestar no imaginário de seus alunos o significado da expressão ciência geográfica. Para isso, recomendamos que o educador inicie a aula perguntando: “e se não houvesse Geografia no mundo?” Explique que, com essa pergunta, você não está se referindo à ciência geográfica em si, mas sim ao seu campo de estudo: o espaço geográfico.

Em seguida, forneça aos alunos a letra da música “O dia em que a Terra parou”, de Raul Seixas:

Essa noite eu tive um sonho de sonhador
Maluco que sou, eu sonhei
Com o dia em que a Terra parou
Com o dia em que a Terra parou

Foi assim:

No dia em que todas as pessoas do planeta inteiro resolveram que ninguém ia sair de casa.
Como que se fosse combinado em todo o planeta, naquele dia, ninguém saiu de casa... ninguém!

O empregado não saiu pro seu trabalho
Pois sabia que o patrão também não tava lá
Dona de casa não saiu pra comprar pão
Pois sabia que o padeiro também não tava lá
E o guarda não saiu para prender
Pois sabia que o ladrão, também não tava lá
E o ladrão não saiu para roubar
Pois sabia que não ia ter onde gastar

No dia em que a Terra parou (4x)

E nas Igrejas nem um sino a badalar
Pois sabiam que os fiéis também não tavam lá
E os fiéis não saíram pra rezar
Pois sabiam que o padre também não tava lá

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

E o aluno não saiu para estudar
Pois sabia o professor também não tava lá
E o professor não saiu pra lecionar
Pois sabia que não tinha mais nada pra ensinar

O comandante não saiu para o quartel
Pois sabia que o soldado também não tava lá

E o soldado não saiu pra ir pra guerra
Pois sabia que o inimigo também não tava lá
E o paciente não saiu pra se tratar
Pois sabia que o doutor também não tava lá
E o doutor não saiu pra medicar
Pois sabia que não tinha mais doença pra curar

Essa noite eu tive um sonho de sonhador
Maluco que sou, acordei!

Analisando a letra da música, é possível perceber que a Terra em si não parou de verdade. Quando o autor se refere à parada da Terra, está querendo dizer que o espaço geográfico é que parou, pois não havia ação humana para habitar, produzir, estudar e transformar esse espaço. Do mesmo modo, a Geografia é a ciência que estuda a Terra, mas também não é a Terra em si mesma, mas o espaço geográfico. Procure explicar esse raciocínio utilizando perguntas e provocações para que eles cheguem a essa conclusão.

Com isso, fica fácil explicar que o espaço geográfico é o espaço da habitação humana, onde homens e mulheres vivem, produzem habitações, cultivam o solo, transformam e (re)transformam as paisagens, proclamam seus valores culturais, sua identidade, entre outras coisas.  Faça com que eles compreendam, através da letra da música, que tudo se espacializa: o comércio, a criminalidade, as religiões, o ensino, a cultura etc.

Para finalizar, peça para eles produzirem um texto dissertativo explicando o que é a Geografia e qual a sua importância para a sociedade.

________________________________

¹ Crédito da imagem: André Koehne / Wikimedia Commons


Por Rodolfo Alves Pena
Graduado em Geografia

A música de Raul Seixas pode ser um útil instrumento didático¹
A música de Raul Seixas pode ser um útil instrumento didático¹
O bucolismo é um elemento que pode ser associado ao conceito geográfico de lugar
Estratégias de ensino-aprendizagem Aula sobre o conceito de lugar com música
O ensino de Geografia é algo sistêmico e, ao mesmo tempo, dinâmico e crítico
Estratégias de ensino-aprendizagem Mitos pedagógicos no ensino de Geografia
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola