Whatsapp

Conhecendo as gorduras

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE


A má administração de gorduras na dieta pode custar quilos a mais e problemas de saúde.

Estruturalmente falando, as gorduras podem ser do tipo insaturada, com uma ou mais duplas ligações (monoinsaturada e poli-insaturada, respectivamente), ou do tipo trans; ou saturada, com apenas ligações simples.

Gorduras insaturadas são, geralmente, de origem vegetal. Estas tendem a se apresentar, a temperatura ambiente, em estado líquido; e, quando ingeridas, aumentam o HLD (bom colesterol) e diminuem as concentrações do LDL (o mau colesterol). Assim, são consideradas como uma fonte energética benéfica à saúde.

Dentre as insaturadas, existem também as gorduras trans. Estas, usadas amplamente pela indústria de alimentos, passam por um processo de hidrogenação para que se tornem sólidas a temperatura ambiente, apresentando-se mais saborosas e crocantes.

Este processo, segundo muitos médicos e especialistas, fazem com que produtos à base desse tipo de gordura sejam prejudiciais à saúde, com efeito similar ao causado pelas gorduras saturadas – estas encontradas principalmente em produtos de origem animal, com consistência sólida em temperatura ambiente. Tanto uma como a outra aumenta as concentrações de LDL e diminui as de HDL. Tal fator propicia o acúmulo de placas de gorduras nos vasos sanguíneos, fazendo com que o indivíduo se apresente mais suscetível à hipertensão arterial, infarto e derrames.

Diante destes fatos, e considerando que grande parte dos jovens não tem a devida preocupação quanto aos seus alimentos, identificar o tipo de gordura presente no que se ingere e conhecer os problemas gerados pela má administração de lipídios é essencial. Para isso, sugiro que solicite aos seus alunos uma relação dos alimentos ingeridos por eles durante uma semana trazendo, se possível, suas respectivas embalagens.

No dia da aula propriamente dita, a partir das informações coletadas, o tema deverá ser introduzido, e finalizado com a construção de painéis informativos contendo as características de cada tipo de gordura, retirando como exemplos itens da própria dieta dos estudantes.

Sugestão: para que fique mais contextualizado o conteúdo, pode ser interessante apresentar aos alunos um lipidograma, pontuando suas características e relacionando essas informações ao que foi estudado.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia
Equipe Brasil Escola

Biologia - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

Artigos Relacionados
Clique aqui e veja como trabalhar a alimentação saudável com os alunos de uma forma bem gostosa em sala de aula.
  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola