Whatsapp

Dicionário de História

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE


A formação de um dicionário de História pode enriquecer o arsenal lingüístico e intelectual dos alunos.

Ao tratar de diferentes assuntos históricos, muitos alunos acabam não realizando a distinção clara entre os fatos e os instrumentos reflexivos utilizados na compreensão dos mesmos. Em diversas ocasiões, o professor fala em “luta de classes”, “revolução”, “alienação”, “nacionalismo” com uma naturalidade completamente avessa à capacidade de compreensão dos alunos sobre esses mesmos termos. Dessa forma, sugerimos uma atividade para resolver esse tipo de “impasse comunicativo” entre professores e alunos.

A idéia é bem simples e exige alguns poucos minutos da aula. Já no início das atividades letivas, o professor deve pedir para que os alunos adquiram um pequeno caderno a ser exclusivamente utilizado para as aulas de História. Caso ache interessante, faça uma atividade em conjunto com o professor de artes para que os alunos decorem a capa deste caderno com desenhos ou colagens que tenham relação com o conteúdo de História a serem contemplados naquele ano letivo.

Essa primeira atividade lúdica, além de incitar uma situação de interdisciplinaridade entre História e Artes, também pode colocar em voga quais serão os temas contemplados em sala durante aquele ano. Depois disso, explique aos alunos qual a funcionalidade de um caderno de conceitos. Desafiando os alunos a explicar o significado de alguns termos desconhecidos, assinale como o caderno pode ser útil ao longo do tempo.

Em sala de aula, peça para que os alunos sempre destaquem os termos incompreendidos em uma determinada atividade com textos didáticos. Para garantir a funcionalidade do recurso, pause os momentos de leitura toda vez que o próprio professor encontrar um conceito que vale a pena ser explorado. Além disso, é importante dar espaço para que os alunos manifestem os termos por eles desconhecidos para que o dicionário atenda a demanda de cada um deles.

Para reforçar a importância desse material de apoio do aluno, é importante o professor oferecer pontos extras nas avaliações cobrando, com o uso de suas próprias palavras, a explicação de certos termos históricos aprendidos ao longo do bimestre. Além disso, o professor pode contar a organização e a produção dentro do caderno enquanto instrumentos de avaliação do interesse e da participação de cada aluno durante as aulas de História.

Com esse tipo de sugestão o professor cria uma rotina de vínculo do aluno com o conteúdo e, ao mesmo tempo, incita o mesmo a descobrir as idéias que envolvem determinadas concepções desconhecidas. Ao longo do tempo, o professor enriquece a capacidade interpretativa, reflexiva e crítica dos seus alunos ao tratarem dos temas do passado. Sem dúvida, o exercício ainda terá grande proveito no desenvolvimento da turma em outras matérias que compõem a grade curricular.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Rainer Sousa
Graduado em História
Equipe Brasil Escola

História - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola