Whatsapp

Discutindo sobre a energia nuclear

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE


Angra II: Usina Nuclear brasileira.

Nem sempre a energia nuclear é vista com bons olhos, já que é quase inevitável associá-la a desastres, como o de Chernobyl, em 1986; ou o grande drama ocorrido em Goiânia, no acidente com as cápsulas de Césio. Além disso, não se sabe o que deve ser feito com o lixo nuclear e tampouco com as próprias usinas nucleares, após o término de suas vidas úteis.

Entretanto, a escassez de fontes de energia, a necessidade de autossuficiência energética, e o uso de fontes de energia poluentes e que contribuem para o aquecimento global, têm feito surgir uma grande discussão se, de fato, a energia nuclear não poderia ser uma solução.

Considerando o exposto, é necessário que a sociedade tenha noção do que é a energia nuclear, suas vantagens e desvantagens e também saiba avaliar se, de fato, esta seria uma das poucas soluções que temos quanto à crise energética e ambiental. Este texto se propõe a orientar educadores quanto a esta missão.

O primeiro passo desta aula será averiguar o conhecimento prévio dos alunos. Assim, perguntas como “o que é”, “para que serve”, “como é obtida”, e “quais são as vantagens e desvantagens” devem ser levantadas. Após este momento, você deve introduzir o assunto, de forma dialogada. Caso seja necessário, você pode utilizar o texto “Energia Nuclear”, disponível no site Brasil Escola, como material de apoio.

A seguir, os alunos serão divididos em dois grupos. Um será responsável por apontar os pontos positivos da energia nuclear, e o outro, os pontos negativos. Enquanto as opiniões são expostas, você deve anotar na lousa, em duas colunas, o que está sendo apontado.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Ao fim deste momento, as opiniões deverão ser analisadas, criticamente. O importante é demonstrar que não existe uma resposta correta e outra errada, quanto a isso; e que é necessário se ter conhecimento sobre este assunto para garantir que as melhores escolhas sejam feitas. Veja a seguir alguns exemplos:

Desvantagem: a energia nuclear é muito cara, e tem somente 60 anos de vida útil.
Contra-argumento: apesar de ser muito cara e ter vida útil relativamente curta, a energia nuclear polui menos que outras fontes, como as oriundas do petróleo, e é menos impactante que as usinas hidrelétricas, que provocam grandes alterações socioeconômicas e ambientais, provocando a morte de muitas espécies e propiciando surtos de doenças transmitidas por vetores.

Vantagem: a energia nuclear é menos impactante que a energia hidrelétrica, por não liberar gases estufa na atmosfera.
Contra-argumento: existem outras energias menos impactantes, e que também não oferecem tantos riscos em potencial, como a energia eólica e energia solar.

Desvantagem: a energia nuclear é potencialmente perigosa (vide o acidente de Chernobyl).
Contra-argumento: os novos modelos de usinas são mais simples, e dependem menos de intervenções humanas ou mecânicas, em caso de acidentes.

Vantagem: a adoção da energia nuclear contribuiria bastante para a redução do aquecimento global.
Contra-argumento: reduzir a nossa forma de consumo reduziria ainda mais. Além disso, o processo de construção de usinas nucleares é deveras impactante e, em funcionamento, lançam água quente no mar – ação que pode causar muitos outros impactos ambientais.

Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia
Equipe Brasil Escola

Biologia - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola