Topo
pesquisar

Estimulando o raciocínio lógico através dos jogos Mancala

Estratégias de Ensino

Os jogos Mancala são de origem africana e possuem mais de sete mil anos de existência. Esses jogos estimulam o raciocínio lógico e a elaboração de estratégias.
PUBLICIDADE

Desde o ano de 2003, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB – Lei 9.394/96) foi alterada pela lei 10.639/03. Essa lei federal torna obrigatório o ensino de cultura afro-brasileira e africana em todas as escolas. De acordo com a LDB, os conteúdos referentes à cultura e à história afro-brasileira devem ser ministrados no âmbito de todo o currículo escolar. Mas como trabalhar tal assunto nas aulas de matemática? Uma boa alternativa é recorrer a uma parte importante da cultura afro-brasileira, a sua produção de jogos.

Existem jogos chamados Mancala que tiveram origem na África, apesar de não haver uma história única de sua origem. O que se sabe é que os jogos Mancala dissiparam-se por todo o mundo e são uma excelente ferramenta nas aulas de matemática, pois exigem extremo raciocínio e elaboração de estratégias, razão pela qual são chamados de “xadrez africano”.

Em geral, esse tipo de jogo africano é jogado em duplas e apresenta tabuleiro que pode ser produzido a partir de diferentes materiais. Na sua forma original, eram utilizados tabuleiros de madeira como na imagem acima, mas muitos africanos construíam seus tabuleiros com pequenas cavidades na terra ou na areia. O tabuleiro Mancala e as pedras variavam de acordo com os jogadores. Conta-se que os marajás da Índia utilizavam seu tabuleiro Mancala, preenchendo-o com rubis e safiras.

Como existem muitas variações, os jogos Mancala são classificados de acordo com a quantidade de fileiras formadas pelas cavidades do tabuleiro. Nosso foco será o tabuleiro com duas fileiras. Esse tabuleiro pode ser construído de diversas maneiras em sala de aula, mas uma das formas mais práticas é a partir de uma caixa para uma dúzia de ovos. Durante a confecção do tabuleiro Mancala, o professor pode aproveitar para ressaltar como eram confeccionados os tabuleiros originalmente.

A base da caixa de uma dúzia de ovos pode ser utilizada como tabuleiro para o Mancala

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A base da caixa de uma dúzia de ovos pode ser utilizada como tabuleiro para o Mancala

Para a confecção do tabuleiro Mancala com duas fileiras, são feitas doze cavidades. Caso utilize a caixa de ovos, basta remover a tampa e o tabuleiro já está pronto. Pode-se ainda utilizar a tampa da caixa para criar dois reservatórios para cada jogador colocar as peças conquistadas. Os reservatórios deverão ser colocados nas extremidades do tabuleiro, assim como é possível ver na primeira imagem. Para dar início ao jogo, cada cavidade do tabuleiro receberá três sementes, totalizando 36 sementes. Vale lembrar que milho, feijão, pedrinhas, bolinhas de gude, contas, entre outros, podem ser utilizados.

Cada jogador ficará de frente para a fileira que lhe pertence. O primeiro jogador deverá escolher uma de suas casas (cavidades), pegar todas as sementes dessa casa e distribuí-las nas casas seguintes, de forma a tentar percorrer todas as cavidades do tabuleiro no sentido anti-horário, sempre deixando uma semente em cada casa até que elas acabem. Sempre que passar por seu reservatório, deve-se colocar uma semente e nunca colocar sementes no reservatório do adversário. Caso a última casa a ser deixada uma semente seja o seu próprio reservatório, o jogador ganha a oportunidade de jogar novamente; caso contrário, o jogador cede a vez ao seu concorrente. O jogo acaba quando uma das fileiras estiver vazia. Vence o jogador que tiver mais sementes em seu reservatório.

Esse jogo tem a capacidade de estimular o raciocínio lógico de crianças, adolescentes e adultos. Para conquistar as sementes do adversário, o jogador deve elaborar estratégias, assim como deve estar atento ao fato de que, em algumas situações, será necessário perder sementes para ganhar outras em seguida. Esse jogo costuma despertar bastante interesse em adolescentes, principalmente a partir do 7° ano do ensino fundamental. Proponha aos seus alunos que levem o jogo construído para casa e apresentem-no a amigos e familiares para que dissipem um pouco da cultura afro-brasileira.


Por Amanda Gonçalves
Graduada em Matemática

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola