Whatsapp

Estudo da morfologia externa dos frutos

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE

O chichá (Sterculia chicha) é um fruto seco deiscente

*Sugestão de aula prática



Introdução

O fruto é o resultado da fecundação, originado do desenvolvimento do ovário; a semente é originada do óvulo fecundado. O fruto envolve a semente e assegura a propagação da espécie, uma vez que serve de alimento a animais, que poderão dispersar as sementes.

Alguns frutos, como os próprios frutos secos, possuem adaptações que auxiliam neste sentido. Espinhos, plumas, estruturas leves, etc., facilitam o transporte das sementes pelo vento, ou até mesmo por animais.

Objetivos

Esta proposta de atividade pode ser desenvolvida em qualquer turma, desde que se tenha bem definido os objetivos e resultados específicos esperados.

De uma forma geral, a proposta é ensinar algumas características e estruturas dos frutos de forma com que o aluno tenha contato com estes.

Dica: para séries com alunos mais novos pode-se encerrar a aula com um lanche, com frutos variados ou mesmo uma salada de frutas.

Materiais e metodologia

Propor aos alunos que levem frutos para sala de aula. A escolha poderá ser livre ou não, de acordo com o que o professor (ou a turma, em consenso) achar mais viável. Provavelmente, estes se esquecerão dos frutos secos e, por tal motivo, é necessário que o educador providencie.

Baseado no material em sala, introduzir os conceitos e propor, de acordo com o item estudado, que classifiquem o material de estudo levado. Vale lembrar que não é necessário abordar todos os itens abaixo listados, uma vez que o conteúdo deve ser adequado ao tempo, nível de conhecimento prévio dos alunos e facilidade de aprendizagem:

- Pericarpo (epicarpo, mesocarpo e endocarpo)

- Tipos de frutos quanto ao:

* número de sementes (monospérmicos, dispérmicos, trispérmicos, polispérmicos)
* consistência do pericarpo: (secos e carnosos)
* número de carpelos (monocárpicos, apocárpicos, sincárpicos)

- Classificação (simples, múltiplos, compostos, complexos)
Obs: partenocarpia: ex: banana

- Frutos simples secos

* deiscentes (folículo, legume, síliqua, cápsula, opecarpo e pixídio)
* indeiscentes (arquênio, cariopse, sâmara e glande)

- Frutos simples carnosos indeiscentes (drupa, baga, hesperídeo e peponídeo)

- Frutos múltiplos (ex: framboesa)

- Pseudo-frutos (pomo e balaústa)

- Infrutescências: (sorose e sicônio)

Nota: é importante dar exemplos na medida com que for exposto o conteúdo e, caso os separe em grupos, estar atento às discussões que surgirem.

Avaliação

Os alunos poderão confeccionar desenhos explicativos, de acordo com os frutos e conteúdo estudados, classificando as estruturas. Pode-se fazer tal atividade em cartolinas, de forma com que este material seja exposto aos demais alunos , professores e funcionários da escola.

Por Mariana Araguaia
Equipe Brasil Escola

Biologia - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
Artigos Relacionados
Que tal conhecer uma maneira diferente de ensinar sobre frutos para seus alunos? Neste texto, apresentaremos duas metodologias diferentes para explicar esse importante conteúdo. A realização de aulas práticas sobre frutos, além de estimular os alunos, irá tornar as aulas de Botânica ainda mais prazerosas.
  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola