Whatsapp

Etnomatemática

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE


As diversas etnias contribuiram de forma
direta para a evolução da Matemática


Os conceitos matemáticos foram criados e organizados ao longo da história em decorrência de pesquisas e estudos dos diferentes povos existentes, que desenvolveram técnicas utilizadas de acordo com as inúmeras necessidades que surgiam. Nesse decorrer, as lacunas da Matemática foram preenchidas por babilônios, fenícios, persas, árabes, gregos, egípcios, indianos, asiáticos, europeus e outros, os quais deram importantes contribuições para os cálculos atuais.

Dessa forma, podemos verificar que a Matemática é uma ferramenta que fora construída a partir de diversos ideais, diferentes culturas, raças, crenças, doutrinas, religiões, costumes, isto é, ela é um produto da diversificação cultural. Essa miscigenação de ideais está presente nos dias atuais. A percepção de toda essa evolução está ligada aos estudos envolvendo História e Filosofia, as quais procuram entender o fazer e o saber matemático relacionados às diversas culturas. A esse programa deu-se o nome de Etnomatemática, que objetiva o estudo das etnias envolvidas nos diferentes processos matemáticos, mas com uma finalidade única.

Ao analisarmos o Brasil verificamos várias culturas localizadas em diferentes classes sociais. Negros, indígenas, periféricos, marginalizados e trabalhadores constituem a grande parte da população brasileira. Cada grupo de pessoas possui características próprias e é com base nelas que formamos uma sociedade. É nesse contexto que inserimos a Etnomatemática, buscando conciliar as discrepâncias culturais e as diferentes formas de conhecimento. Esse programa visa interdisciplinarizar as ciências da cognição, da epistemologia, da história, da sociologia e da difusão.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Em razão da valorização da cultura, da contextualização e junção dos diversos conhecimentos disciplinares, a Etnomatemática deve ser considerada a disciplina que faltava para inovar os moldes educacionais atuais, pois ela cria mecanismos que vencem limites, criando novas perspectivas educacionais aos alunos, através de uma proposta pedagógica aberta e inclusiva. No contexto geral da Etnomatemática, a experiência dos alunos é observada e utilizada dentro de um contexto social, visando à troca de experiências entre os educandos. Por exemplo, a maneira de realizar operações básicas da matemática entre um garoto de classe média alta e um engraxate, pode possuir determinadas diferenças, que devem ser realçadas para que os mesmos tomem conhecimento de que em virtude de realidades diferentes, os dois possuem a mesma condição de aprendizado. É dessa forma que podemos demonstrar que existem somente as diferenças financeiras, mas que o intelecto está presente de forma equivalente.

Por Marcos Noé
Graduado em Matemática
Equipe Brasil Escola

Matemática - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola