Whatsapp

Experimento de Cromatografia em Papel

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE

Esquema do Experimento de Cromatografia em Papel

Cromatografia é um método físico-químico de separação de sólidos dissolvidos em uma solução por meio da migração diferencial de seus componentes em duas fases imiscíveis (fase móvel e fase estacionária).

A fase estacionária é a parte onde o componente é arrastado e se fixa. No caso deste experimento será o papel conseguido a partir do coador de café.

A fase móvel é um líquido ou gás que arrasta os componentes da mistura pela fase estacionária. No experimento em questão será a água e, posteriormente, o álcool.

Esta técnica é utilizada para determinar o número de componentes de uma mistura, bem como identificar quais são estas substâncias.

O primeiro tipo de cromatografia utilizado foi em papel. Este é o tipo que será apresentado neste trabalho.

Objetivo:

Ver na prática como ocorre a separação dos componentes de uma mistura por meio da técnica de cromatografia em papel.

Materiais e Reagentes:

  •  Coador de café;
  • Um lápis, caneta ou pregador;
  • Canetinhas coloridas hidrográficas (preferencialmente nas cores marrom, azul, preta, verde, amarela e vinho);
  • Clipes ou fita adesiva;
  • Água;
  • Álcool;
  • Copo ou béquer.

Procedimento Experimental:

  1. Recorte o coador de papel em tiras de cerca de 4,0 cm de largura e 13 cm de comprimento;
  2. Coloque pingos da tinta de cada caneta na parte inferior da tira de papel. Tome o cuidado para não colocar muito na extremidade, deixe cerca de 2,0 cm de base. A distância entre os pontos também não deve ser muito pequena; deve ser cerca de 1,0 cm. Experimente colocar todas as cores ou pode colocar uma a uma. Uma sugestão boa é colocar em uma mesma tira as cores azul, amarelo e verde.
  3.  Prenda esta tira na vertical em um lápis, caneta ou pregador que ficará sobre o copo na horizontal. Você pode prender com o clipe ou com a fita adesiva.
  4. Coloque água no copo ou béquer. Atenção: Não encha o copo, coloque apenas uma quantidade suficiente para molhar a ponta da tira de papel sem alcançar a tinta (aproximadamente 1,5 cm).
  5. Coloque a tira no copo conforme a ilustração acima.
  6. Observe o que ocorre com o tempo.
  7. Quando o líquido subir por todo o papel, retire-o e deixe-o secar.
  8. Anote os fatos observados.
  9. Repita o processo, colocando álcool ao invés de água.

Resultados e Discussão:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O professor pode explanar com os alunos as seguintes questões:

  • O que ocorreu com as tintas das canetas com o tempo?
  • Quais tinham mais de um componente e quais possuíam apenas um?
  • Quais foram as cores observadas na separação de cada tinta?
  • Por que cada componente das tintas percorre uma distância diferente?
  • Quais tintas tinham os mesmos componentes?
  • Qual a diferença observada ao se colocar álcool ao invés de água? Por que houve esta diferença?

Conclusão:

Esta é uma técnica barata, rápida e interessante para se fazer na sala de aula com os alunos. Desse modo, eles poderão interagir e raciocinar sobre como o método da Cromatografia pode ser usado para separar e identificar substâncias químicas, mesmo em misturas complexas contendo centenas de compostos.

Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química
Equipe Brasil Escola

Artigos Relacionados
Confira uma estratégia de ensino sobre separações de misturas que facilitará o aprendizado do seu aluno!
Aprenda um experimento bem simples, que envolve colocar o giz no álcool como método de cromatografia, para você realizar com os seus alunos.