Topo
pesquisar

Fonte retilínea de luz

Estratégias de ensino-aprendizagem

Esta atividade experimental, que visa criar uma fonte retilínea de luz, é uma atividade de baixo custo, que pode ser realizada dentro da sala de aula, individualmente ou em grupo.
PUBLICIDADE

No estudo da óptica geométrica, vimos que todos os corpos que podemos enxergar, ou seja, os corpos ou objetos que podem receber luz, são considerados fontes de luz. De acordo com o princípio da óptica geométrica, a luz em um meio homogêneo, transparente e isotrópico se propaga em linha reta; um raio de luz não é capaz de alterar propriedades de outro raio de luz; e entre dois pontos, em idênticas condições, a trajetória seguida pela luz não depende do sentido de propagação.

Esses enunciados descritos acima fazem parte dos principais conceitos que estabelecem a óptica geométrica, mais precisamente para o estudo da luz. Com base nesses conceitos, temos a possibilidade de construir diversos experimentos de óptica, se tivermos em mãos uma fonte de luz que nos forneça um pincel de luz.

Uma atividade bastante simples e considerada de baixo custo pode ser realizada utilizando apenas um laser comum e um pedaço de aproximadamente 2 cm de tubo de vidro de cerca de 6 mm de diâmetro. O laser pode ser encontrado nas lojas de equipamentos eletrônicos ou lojas de importados, já o pedaço de tubo é mais facilmente encontrado em um laboratório de química.

Para realizar a atividade experimental, primeiramente, como mostra a ilustração abaixo, direcione o laser no tubo de vidro (oco ou maciço) de modo que ele o atravesse.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Laser atravessando o tubo de vidro

Em um segundo momento, e também para melhor observação da atividade experimental, arrume um suporte em formato de U (pode ser de trilho de cortina ou de equipamentos de box de banheiro). Como mostra a figura abaixo, em uma das extremidades do trilho (de aproximadamente 30 cm de comprimento) faça um corte de modo que o bastão de vidro fique encaixado. Na outra extremidade, coloque o laser.

Perceba, pela figura abaixo, que a posição do tubo em relação ao laser deve ser aquela em que você obteve o melhor feixe retilíneo. Construindo bem o equipamento experimental, pode-se obter uma boa fonte de luz retilínea que pode ser utilizada mesmo em um ambiente iluminado, como por exemplo, à luz do dia.

Fonte montada no trilho com o tubo de vidro à frente

A fim de ver de forma clara a fonte de luz, e também para usá-la, coloque um anteparo (cartolina branca) após o feixe de luz. Dessa forma, pode-se utilizar a fonte de luz retilínea para realizar algumas medidas de ângulos de incidência, bem como ângulos de reflexão.


Por Domiciano Marques
Graduado em Física

Entender por que o céu é azul é uma curiosidade comum
Estratégias de ensino-aprendizagem Experimento para explicar por que o céu é azul
Explicar a ocorrência do fenômeno da refração pode ser bem mais fácil com o uso de simuladores específicos
Estratégias de ensino-aprendizagem Aula sobre refração com uso de simuladores
Uma atividade experimental pode tornar mais interessante e divertida a aula sobre associação de espelhos planos
Estratégias de ensino-aprendizagem Aula prática sobre associação de espelhos planos
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola