Whatsapp

O tempo da natureza x o tempo dos relógios

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE

As formas de organizar o tempo variam de acordo com as sociedades e as épocas.

 


Ao trabalhar a questão do tempo na História, muitos professores enfrentam enorme dificuldade para mostrar aos alunos que as formas de se contar o tempo variam nas mais diversas sociedades, nas mais diferentes épocas. Para os alunos, a rapidez da tecnologia e das informações figura-se como a única possibilidade de se organizar e de se relacionar com o tempo. Em outras palavras, é difícil mostrar ao aluno a existência de rotinas de tempo diferentes daquelas com as quais ele está acostumado.

No entanto, acreditamos que a contraposição entre períodos históricos distintos nos permite explorar o tema de uma forma acessível para jovens que vivem de forma tão intensa o “agora”. Para tanto, separamos aqui, o depoimento de dois historiadores que tratam da rotina das sociedades europeias em duas épocas diferentes: na Alta Idade Média (entre os séculos V e X) e na Revolução Industrial, iniciada ao longo do século XVIII.

Sem dúvida, por meio da leitura coletiva das reflexões de D’Haucourt e Thompson, é possível realizar um debate sobre como o tempo pode ser multiplamente organizado ao longo dele mesmo. Dessa forma, sugerimos a leitura coletiva dos dois seguintes trechos:


“A extensão do dia solar ditava, como ainda o faz no campo, a jornada de trabalho. A iluminação artificial era de má qualidade e expunha a perigos de incêndio. Assim eram raras as profissões em que o trabalho noturno era permitido.” – D’HAUCOURT, Geneviéve.

“À medida que o século XVII avança, a imagem do mecanismo do relógio se expande, até que, com Newton, toma conta do universo. E pela metade do século XVIII o relógio já alcançara níveis mais íntimos.” – THOMPSON, E. P.

Observando o primeiro trecho, vemos que as sociedades feudais organizavam o seu tempo através das variações dos próprios fenômenos naturais. As pessoas despertavam, trabalhavam e repousavam na medida em que a luz natural se mostrava presente ou ausente. Realizada essa primeira consideração, faça a leitura do segundo trecho, destacando que a forma anterior de organizar o tempo, perde espaço para a organização imposta pelo relógio.

Feita essa diferenciação, peça que os alunos organizem um rápido trabalho envolvendo o registro de suas atividades ao longo do dia. Em um primeiro dia, eles utilizarão o relógio para registrarem o exato momento em que realizaram cada uma das tarefas que compõem a sua rotina. Logo depois, peça que eles tentem organizar toda a rotina registrada, tendo o nascer e o por do sol como tempo útil. Será que eles fariam tudo no mesmo horário? Ou teriam tempo para realizar as mesmas tarefas que costumam fazer?

Colocando essas duas questões como a parte final desse trabalho, os alunos terão a oportunidade de observar na prática, que o tempo e a rotina dos homens podem variar bastante. Caso ache interessante, monte um painel expondo o relato de cada um dos alunos que participaram da experiência.


Por Rainer Sousa
Graduado em História
Equipe Brasil Escola

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

 

 

 

 

História - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

 

 

 

  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola