Topo
pesquisar

O uso do Storify como recurso didático

Estratégias de ensino-aprendizagem

O Storify, apesar de não ser tão popular quanto o Facebok e o Twitter, pode ser um excelente recurso didático.
O Storify pode ser um excelente recurso didático por permitir a compilação de atividades que os alunos desenvolveram nas redes sociais *
O Storify pode ser um excelente recurso didático por permitir a compilação de atividades que os alunos desenvolveram nas redes sociais *
PUBLICIDADE

Se você já trabalha com o Twitter, Facebook e o Instagram como recursos didáticos, vai gostar de conhecer o Storify. Não se trata de uma rede social, e sim de uma plataforma que permite compilar conteúdo disponível nas redes sociais. Também é possível compilar imagens diretamente do Google Imagens e vídeos do Youtube.

A plataforma é bastante intuitiva. Você pode cadastrar-se gratuitamente por meio de sua conta no Facebook ou no Twitter. Depois, você verá a indicação “New story” e o editor, que está dividido em duas colunas, em uma está o espaço para criar a história, em outra, o espaço para pesquisar links. Quando o link aparece, o que você precisa fazer é arrastá-lo para a caixa de texto. Ao clicar em algum espaço em branco na caixa de texto, você poderá escrever, fazer alguma anotação ou comentário sobre o link que virá a seguir.

Para incorporar postagens do Facebook, você precisa clicar na postagem e procurar pela opção “incorporar publicação”. Gerado o link, você o copia. No Storify, você procurará pela opção “Embed URL”, o ícone ao lado do ícone escrito “GIF”. A seguir, colará o link na caixa de busca e, depois, arrastará o link para o campo de texto. Ao terminar de criar sua “história” e publicá-la, escolherá a forma como quer apresentá-la. As opções de template são “Grid”, “Story” e “Slideshow”.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Veja o exemplo abaixo de como ficaria uma história salva como “Story”:

 
 

Você pode alternar entre postagens de diversas redes sociais. No exemplo acima, selecionei postagens da página no Facebook do site Brasil Escola. Você poderá selecionar as postagens referentes a alguma atividade desenvolvida no Facebook por seus estudantes.

Também há a opção de salvar como “slideshow”. Nesse caso, as postagens feitas no Facebook não são apresentadas, mas serve perfeitamente para exibir os resultados de atividades feitas no Twitter. O resultado ficará assim:

 

Além dessas duas possibilidades, ainda há muitos recursos que você poderá explorar com seus estudantes.

*Crédito editorial da imagem: Shutterstock e Gil C


Por Wigvan Pereira
Graduado em Filosofia

O Facebook, assim como as demais redes sociais, pode ser um bom aliado para a aula Filosofia
Estratégias de ensino-aprendizagem Quatro formas de usar o Facebook na aula de Filosofia
Nós podemos usar o Instagram, uma rede social baseada em imagens, como recurso didático nas aulas de Filosofia *
Estratégias de ensino-aprendizagem Dez formas de usar o Instagram nas aulas de Filosofia
O Twitter oferece algumas possibilidades interessantes que podem ser exploradas na aula de Filosofia
Estratégias de ensino-aprendizagem Sete formas de usar o twitter na aula de Filosofia
O momento da avaliação de Filosofia pode ser uma oportunidade de aprendizado e de desenvolvimento
Estratégias de ensino-aprendizagem Três sugestões para a avaliação de Filosofia
A atividade “Imagem e Ação” pode facilitar a aprendizagem dos conceitos filosóficos vistos em sala
Estratégias de ensino-aprendizagem Imagem e Ação na aula de Filosofia
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola