Whatsapp

Os estereótipos na figura da mulher africana

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE

Imagens, fotografias e obras de arte são formas simbólicas, impregnadas pelo forte caráter subjetivo de quem as produziu e de quem as contempla. O professor deve estar preparado para realizar com os alunos um estudo com esse tipo de recurso que vai além dos estereótipos e das formas padronizadas de um conhecimento sustentado por um paradigma técnico.

Professor, peça aos alunos que observem atentamente a imagem abaixo:

A mulher africana é personagem de extrema importância na escrita da história brasileira
A mulher africana é personagem de extrema importância na escrita da história brasileira

Questione-os sobre as primeiras impressões que tiveram ao observar a fotografia. Depois de estar ciente das possiblidades interpretativas do seu aluno, trabalhe o conceito de estereótipo e depois explique a seus alunos que:

• O continente africano teve papel fundamental na construção da identidade brasileira, mas a imagem que se tem do continente é ainda muito limitada e repleta de estereótipos como: lugar onde existe uma profunda miséria, guerras étnicas, instabilidade política, AIDS, fome, decadência econômica e no meio disso tudo uma natureza selvagem e repleta de ambientes exóticos. 

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

• Ao nos depararmos com o tema a mulher africana, observamos que ela foi descrita de forma totalmente estereotipada ao longo da história. A imagem que temos da mulher africana é simbolizada por um forte apelo sexual. Ela também passa a imagem de ser uma mulher exótica, passiva, muda e uma mãe sofredora, por ver seus filhos morrendo de fome.

• Assim, através de opiniões pré-formadas foi negada à mulher africana qualquer tentativa de compreendê-la na sua integridade e diversidade. Essa mulher participou e participa ativamente como sujeito histórico, assim como qualquer europeia, indiana, americana.

Sugiro ao professor:

• Forme grupos de três componentes e, a partir da breve explicação, elabore questões que permitam que os alunos cheguem a determinadas conclusões. Essa abordagem chama-se trabalho dirigido e um dos objetivos dele é fomentar debates entre os diversos grupos para a confrontação das respostas e depois instigá-los na reconstrução, de forma coletiva, do conceito de estereótipo e do tema em questão.


Por Lilian Aguiar
Graduada em História
Equipe Brasil Escola