Whatsapp

Os Núbios e a História

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE


Imagem de uma rainha núbia sendo cuidada por suas serviçais.

Os estudos históricos mais recentes passam por um processo de reformulação preocupado em enfraquecer a predominância de certos paradigmas e personagens. Com isso, novos temas e contextos históricos passam a ser privilegiados com o objetivo de questionar antigas percepções e trazer uma nova ênfase a partes “esquecidas” do passado. Nos temas de História Antiga, o estudo sobre os núbios oferece condições para este tipo de exercício.

Mas antes de se voltar para esse povo de origem africana, o professor pode salientar como a questão do preconceito se fixa ao longo do tempo. Utilizando depoimentos ou documentos que justificava o processo de colonização do continente africano no século XIX, o professor pode mostrar como se consolidou uma visão onde as populações africanas acabavam sendo vistas como atrasadas, selvagens ou incivilizadas.

Caso o material não seja encontrado, a partir de uma breve explanação, pode-se frisar como o colonizador do século XIX interpretava as condições da cultura e da história africana. Buscando alguma referência na obra do historiador Edward Said, o professor deve assinalar como os europeus constituíram um discurso que julgava o povo africano enquanto pertencente a um estágio “primitivo” ou “pré-histórico” da civilização.

Depois de salientar essa visão, pode-se perguntar se algum aluno já teve a oportunidade de estudar ou ler um livro didático que falasse do povo núbio. Esperando receber uma grande negativa dos alunos, pode-se destacar que a carência dessas informações pode ser vista como desdobramento dessa visão seletiva. Retomando o princípio de que o mundo Ocidental não foi influenciado pelos africanos, poderíamos renegar sua história a um plano inferior? Ou, reafirmando a perspectiva dos colonizadores, seriam eles “naturalmente” inferiores?

Incitando os alunos por meio dessas perguntas, podemos então oferecer à classe uma oportunidade de comparar os hábitos dos antigos núbios frente aos hábitos da nossa própria cultura. Oferecendo um breve texto didático falando do papel exercido pelas mulheres no Antigo Império Núbio, os alunos podem equiparar o papel desempenhado pelas mulheres nesta sociedade com a ação política das mulheres no Brasil.

Dando destaque à luta das mulheres pelo direito ao voto e a constituição de cotas femininas no processo eleitoral, podemos compreender como essa noção de atraso sobre as civilizações africanas é preconceituosa e inverossímil. Ao mesmo tempo, podemos ainda salientar de que forma o papel da mulher em nossa sociedade se amplia à custa de movimentos reivindicatórios.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Rainer Sousa
Graduado em História
Equipe Brasil Escola

História - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola