Topo
pesquisar

Plástico desmascarado

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE


Plástico é um perigo em potencial.

A modernização das embalagens trouxe a busca pelo prático, econômico e descartável. Foi através dessa inovação que surgiu o plástico, até então visto como o “bom moço”.

As indústrias alimentícias se viram motivadas pela novidade, e sem relutar resolveram substituir o vidro (pesado, quebradiço, custo elevado) pelo promissor plástico.

Os apelos para a adoção da embalagem plástica mexeu com o bolso dos consumidores. “O alimento embalado no plástico sai mais barato do que no vidro”. É claro que esse fator, somado com o prático e descartável, fez a cabeça da maioria, e foi assim que ocorreu a consagração desse vilão. Na mesma onda surgiram as sacolas descartáveis para facilitar o transporte de compras.

Mas nos últimos anos, através das consequências deixadas pelo descarte incorreto desse material, nos vimos diante de um dilema: usar ou abolir de vez o uso do plástico?

Por que o plástico é tão prejudicial ao meio ambiente? A seguir uma lista de prejuízos:

- O plástico demora muito tempo para se degradar (cerca de 400 anos).

- Plásticos são fabricados a partir de resinas (polímeros), geralmente sintéticas e derivadas do petróleo. Quando passam por degradação (queima), seus componentes infiltram no solo e prejudicam toda a vida (vegetação, animais) ali existente. Além de representarem grande volume nos aterros sanitários.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

- É fato comum animais como baleias, tartarugas, pássaros, ingerirem sacolas plásticas e morrerem sufocados.

- Plástico descartado em local indevido causa o entupimento da drenagem urbana e contribui para as inundações.

Educação ambiental: a escola tem o dever de alertar sobre o resíduo que mais polui as cidades.

“À procura do plástico perdido”

Apresentamos aqui uma simples iniciativa que pode fazer de seus alunos cidadãos ecológicos.

1. Divida a turma em grupos de cinco alunos, a equipe que recolher mais plástico ganhará um prêmio ao final da aula.

2. A missão é recolher todo plástico lançado em local indevido.
A vistoria poderá ser feita inicialmente pelas dependências da Escola, e se estender pelo bairro, por outras escolas, instituições, etc.

3. Separe o material coletado e envie para o local de reciclagem mais próximo.

Esse gesto se reflete em casa, os alunos conscientizados irão transferir o que aprenderam e dessa forma a coleta seletiva passará a ser uma ação corriqueira de cada cidadão.

Por Líria Alves
Graduada em Química
Equipe Brasil Escola

Veja mais!

Plásticos sob suspeita

Separação de plásticos por densidade  

Química - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

 

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola