Whatsapp

Progressão Continuada e Ensino da Matemática

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE

Um dos grandes desafios da educação contemporânea visa à criação de novas metodologias de ensino, reestruturação das avaliações, remodelação das propostas pedagógicas, entre outras medidas, buscando o restabelecimento da formação educacional do jovem. Programas como o EAJA (Educação e Alfabetização de Jovens e Adultos), EJA (Educação de Jovens e Adultos) e Pró-Jovem Urbano despontam como principais ações tomadas pelos governos municipal, estadual e federal visando alcançar metas educacionais a curto e médio prazo.

Dentre as propostas pedagógicas existentes e em ação, temos que a Progressão Continuada tem sido motivo de discórdia entre inúmeros educadores brasileiros. Algumas SEE (Secretarias Estaduais de Educação) e SME (Secretarias Municipais de Educação) resolveram adotar esse método educacional, o qual consiste na não reprovação de alunos, que são conduzidos aos ciclos seguintes mediante a avaliação do profissional competente.

A Progressão Continuada em seu Projeto Educacional prevê que os alunos pertencentes a esse sistema de ensino sejam individualmente formados sem repetência. A avaliação formativa permite que os educandos comandem a aprendizagem e que o percurso de formação atinja a meta de adquirirem as habilidades e competências específicas inerentes ao Ensino Fundamental e/ou Ensino Médio.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Nas situações em que o aluno não conseguiu atingir os níveis específicos esperados, principalmente na área de Português e Matemática, é que a Progressão Continuada é questionada pelos educadores. Eles consideram que o aluno deva ostentar um grau razoavelmente aceitável de conhecimento nessas áreas e que essa verificação ocorra dentro de um contexto envolvendo uma avaliação certificativa (que é totalmente condenada de acordo com os princípios da Progressão Continuada).

Seria importante para o aluno que o professor criasse mecanismos capazes de contribuir para um ensino-aprendizado de qualidade, independente da proposta pedagógica adotada pelas secretarias de educação. O ensino da Matemática, independentemente da proposta em questão, deve ser priorizado, devido à grande importância para o entendimento dos avanços tecnológicos atuais, do modelo de economia vigente do país, da compreensão do espaço e das formas e o desenvolvimento do raciocínio lógico na tomada de futuras decisões no âmbito social e profissional.
 

Por Marcos Noé
Graduado em Matemática
Equipe Brasil Escola

Matemática - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola