Whatsapp

Socialismo x Stalinismo

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE

O fortalecimento de Stálin: uma contradição do socialismo implantado na antiga União Soviética.


Ao trabalhar com a Revolução Russa em sala de aula, é comum notarmos que muitos alunos se questionam sobre a crise do bloco socialista. A famosa queda do Muro de Berlim representa a falência de um sistema que não conseguiu empreender as diretrizes que rivalizaram com o capitalismo após a Segunda Guerra Mundial. Tomando esse quadro de conhecimento como referência, é possível debater os destinos da Rússia após o sucesso da Revolução de 1917.

Conforme sabido, o governo russo tomou suas primeiras ações transformadoras no breve tempo em que Vladmir Lênin esteve à frente do país. Empreendendo a criação da NEP, a União Soviética deu seus primeiros sinais de recuperação após anos de miséria e conflitos. Contudo, em 1923, a administração de Lênin chegou ao fim com a morte do líder. Dessa forma, Josef Stálin chegou ao poder com o expresso apoio político daqueles que abraçaram o chamado “socialismo em um só país”.

Recuperando esse breve conjunto de acontecimentos, o professor deve questionar a turma se a política de Josef Stálin esteve, de fato, comprometida com o fortalecimento do socialismo russo. Para responder a essa questão, solicite à turma um levantamento sobre os pontos fundamentais do pensamento socialista. Mediante a execução dessa tarefa, assinale junto aos alunos a diretriz socialista que defende o enfraquecimento do Estado em prol de uma sociedade comunista.

Destacado esse princípio, exponha aos alunos uma declaração de Eugênio Evtuchenko sobre o cenário político russo assim que Stálin faleceu, no ano de 1953. Sobre o acontecimento, o escritor faz a seguinte declaração:

"Inesperadamente, um acontecimento abalou toda a Rússia. Em 5 de março de 1953, morreu Stalin. Não conseguia imaginá-lo morto. Ele era parte de mim mesmo e não compreendia como poderíamos nos separar. Um torpor tomou conta de todos. Os homens já se haviam habituado à ideia de que Stalin pensava por eles. Sem ele sentiam-se perdidos.”Eugênio Evtuchenko em “Autobiografia precoce”.

Retomando a ideia de enfraquecimento do Estado para o alcance do comunismo, vemos que a declaração de Evtuchenko sobre o governo de Stalin é visivelmente contraditória. Mas, por qual razão? Nesse momento cabe ao professor destacar o comportamento do escritor mediante a morte do líder político. Afinal, por que ele diz que “Os homens já se haviam habituado à ideia de que Stalin pensava por eles”?

Cabe então ressaltar que o regime stalinista fora marcado pelo sistemático fortalecimento do Estado. Com uso da propaganda, aprovação de leis e a criação de violentos organismos de repressão militar, Stálin fortaleceu a sua autoridade na Rússia até alcançar uma onipotente condição de líder supremo. As liberdades haviam sido tomadas em lugar de um regime visivelmente personalista.

Alcançado esse ponto, peça para que os alunos montem um quadro destacando as mais importantes ações de Stalin que iam contra a doutrina socialista. Dessa maneira, eles compreenderão que os rumos tomados pela União Soviética, sob a liderança de Stálin, eram visivelmente contrários ao que pregava o socialismo. Com isso, é possível reconhecer que a crise do socialismo soviético corresponde à crise de um regime afastado daquilo que ele dizia representar.


Por Rainer Sousa
Graduado em História
Equipe Brasil Escola

História - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola