Whatsapp

Trabalhando os sentidos em sala de aula

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE


Diferentes sabores, diferentes cores

Trabalhar os sentidos em sala de aula é muito interessante. Instigar a curiosidade dos alunos faz com que eles participem mais e aprendam sobre os órgãos e processos dos sentidos. Pode ser no ensino fundamental, médio e superior, enfim, em qualquer estágio educacional.

Para se trabalhar a visão e ao mesmo tempo o paladar, pode-se fazer sucos de diferentes sabores e colocar corantes de diferentes cores, por exemplo, suco de limão com corante vermelho, suco de melancia com corante amarelo, suco de abacaxi com corante laranja. Diferentes cores e diferentes sabores, sempre com a intenção de confundir o paladar do aluno.
Peça aos alunos que escolham um suco, eles vão selecionar o suco pela cor, sem cheirar, e bebê-lo. Depois questione-os sobre qual o sabor do suco. Eles ficarão confusos, pois o paladar se confunde com o que temos na memória sobre a associação que fazemos entre cores e sabores.
Pode-se questionar também se alguém na sala de aula não come algo porque passou mal com determinado alimento. E após as respostas, informar que é comum as pessoas associarem o alimento ao estado como ficou após ingeri-lo.

Outra dinâmica interessante para tratar sobre órgãos do sentido é levar diferentes perfumes, diferentes vegetais e óleos, para que os alunos sintam esses cheiros. Os mais conhecidos, como alecrim, podem ser questionados para o aluno com olhos fechados. Para que caso ele conheça a planta não a identifique pela forma e sim pelo cheiro.

Colocar diferentes estilos de música é bem favorável para que eles percebam os sons, e compreendam a audição. Desde música clássica, rock, reggae, até o simples barulho de água caindo. Peça para que eles descrevam suas sensações com os diferentes tipos de música.

Já para o tato, pode-se levar bicho de pelúcia, água gelada, água morna, bolo, areia, bolas de gude e pedir para que cada um coloque a mão nesses objetos. Eles conseguirão sentir a textura, se é áspero ou não, a forma, a temperatura, cada um através do tato. Esses objetos devem ser colocados em uma caixa de modo que não consigam ver o que tem dentro. Somente depois de colocada a mão é que devem sentir e explicar a sensação.
Contudo, é interessante explicar a fisiologia dos processos sensoriais antes dessa dinâmica, para que compreendam o que acontece com eles a todo instante.

Por Giorgia Lay-Ang
Graduada em Biologia
Equipe Brasil Escola

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Biologia - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

Artigos Relacionados
Entenda a importância e conheça exemplos de aulas lúdicas para o ensino de Biologia e Ciências.
Que tal propor aos alunos que eles próprios elaborem a aula sobre os sentidos? Apresentamos aqui uma proposta metodológica em que os alunos tornam-se professores por um dia propondo atividades relacionadas aos sentidos. O objetivo é que os alunos trabalhem sua criatividade e busquem de forma ativa o conhecimento.
Para trabalhar os sentidos, o professor pode realizar diferentes jogos, como o da audição, que estimulará o aluno a diferenciar sons.
Trabalhando o sentido da visão de maneira lúdica, conseguimos maior interação por parte dos alunos. Conheça aqui duas formas de abordar esse tema.
  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola