Whatsapp

Uma proposta de aula sobre a poesia de Augusto dos Anjos

Estratégias de ensino-aprendizagem

O objetivo desta proposta de aula sobre a poesia de Augusto dos Anjos é mostrar para os alunos toda a originalidade de um dos mais populares escritores da literatura brasileira.
A poesia antilírica de Augusto dos Anjos deu início à discussão sobre os conceitos de “boa poesia”, o que preparou o terreno para o Modernismo
A poesia antilírica de Augusto dos Anjos deu início à discussão sobre os conceitos de “boa poesia”, o que preparou o terreno para o Modernismo
PUBLICIDADE

Professores, que tal uma aula de literatura sobre uma das vozes mais autênticas de nossa poesia? Quando falamos em autenticidade, logo nos lembramos do “poeta do hediondo”, a singularíssima pessoa de Augusto dos Anjos. Nós temos certeza de que seus alunos do Ensino Médio vão adorar conhecer a poesia nada usual desse representante do Pré-Modernismo.

Augusto dos Anjos publicou apenas uma obra, o livro de poemas Eu. À época, seus poemas absolutamente antilíricos e antipoéticos causaram grande estranhamento, fazendo com que a crítica especializada e o público rejeitassem o escritor. Na verdade, ainda hoje o poeta continua a provocar sensações diversas nos leitores menos acostumados a uma estética, digamos assim, pouco ortodoxa. Basta ler um poema para perceber que tanto o vocabulário quanto a temática são diferentes de tudo que existia na literatura brasileira do final do século XIX e início do século XX.

Para que seus alunos aproveitem ao máximo a aula de literatura sobre Augusto dos Anjos, preparamos um roteiro de atividades que aborda de maneira interessante a estética desse poeta que ousou, em uma experiência inédita na literatura universal, unir o Simbolismo com o cientificismo naturalista. Boa aula!

Uma proposta de aula sobre a poesia de Augusto dos Anjos

“Apedreja essa mão vil que te afaga, / Escarra nessa boca que te beija!”. Fragmento de Versos íntimos, Augusto dos Anjos
“Apedreja essa mão vil que te afaga, / Escarra nessa boca que te beija!”. Fragmento de Versos íntimos, Augusto dos Anjos

Professores, nossa sugestão de aula sobre Augusto dos Anjos deve ser trabalhada com os alunos do terceiro ano do Ensino Médio. Para que o roteiro de atividades possa ser melhor desenvolvido, serão necessárias, pelo menos, cinco aulas. Acompanhe:

1. Antes de falar sobre Augusto dos Anjos, faça uma abordagem sobre o contexto histórico da época, sobretudo uma abordagem sobre o Pré-Modernismo, período marcado pela convivência entre várias tendências artísticas que resultou em um interessante sincretismo cultural. Cite alguns nomes importantes para o período, entre eles Lima Barreto e Monteiro Lobato, pois assim os alunos poderão ter uma ideia da originalidade de Augusto dos Anjos;

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

2. Depois dessa breve introdução, apresente (se possível, imprima) alguns poemas de Augusto dos Anjos para a turma. Sugerimos os seguintes:

Psicologia de um vencido

Versos íntimos

Budismo moderno

O poeta do hediondo

A esperança

3. Apresente para a turma o documentário Eu e os Anjos e, após a exibição do vídeo, discuta os principais aspectos da poesia de Augusto dos Anjos, entre eles a agressividade do vocabulário, a união entre o Simbolismo e o cientificismo naturalista, a busca pelo sentido da existência humana, os temas inquietantes (a prostituta, as substâncias químicas que compõem o corpo humano, a decrepitude dos cadáveres, os vermes, etc.);

 

4. Discuta com os alunos o quanto o antilirismo da poesia de Augusto dos Anjos influenciou a música brasileira, sobretudo o rock, ritmo marcado por músicas que almejam protestar contra a “normalidade” e contra as convenções sociais (elementos disponíveis na obra Eu). Arnaldo Antunes, ex-integrante do grupo Titãs, musicou o poema Budismo moderno, que se encontra no disco Ninguém, de 1995:

 

5. Depois de realizadas as etapas, sugira para seus alunos uma atividade de fixação diferente: eles poderão optar por um sarau; confecção de painéis que serão dispostos por toda a escola e até mesmo a confecção de um varal de poesia, de onde outros alunos poderão levar cópias de poemas de Augusto dos Anjos.

Sucesso e boa aula!


Por Luana Castro
Graduada em Letras

  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola