Whatsapp

Visita virtual à Capela Sistina

Estratégias de ensino-aprendizagem

Com o teto pintado por um dos maiores artistas do Renascimento, a Capela Sistina é um dos símbolos do período e pode ser visitada virtualmente.
Detalhe do teto da Capela Sistina, pintada por Michelangelo.*
Detalhe do teto da Capela Sistina, pintada por Michelangelo.*
PUBLICIDADE

O Renascimento Cultural europeu foi um dos períodos mais criativos da história das artes. A retomada de valores cultivados durante a Antiguidade greco-romana garantiu aos artistas renascentistas condições para romper com as técnicas e preceitos vigentes na produção artística medieval, produzindo uma arte que tinha como preocupação principal o humanismo. Entre essas produções destaca-se o monumental trabalho realizado por Michelangelo Buonarroti (1475-1564) na Capela Sistina, localizada no Vaticano.

Michelangelo foi arquiteto, escultor, poeta e pintor. Em todas essas áreas, garantiu a produção de obras de qualidade, das quais se destaca a escultura Pietá. Porém, sua maior obra foi mesmo os afrescos que decoram principalmente o teto da Capela Sistina. Para que as pessoas pudessem ter contato com a produção de Michelangelo (e também para estimular o turismo), o Vaticano criou um site onde é possível fazer uma visita virtual à Capela Sistina e conhecer os afrescos do artista italiano.

Nesse ambiente virtual, que pode ser acessado aqui, o professor pode proporcionar a seus alunos uma visita à capela sem sair da sala de aula. A proposta de aula sugerida aos professores assemelha-se a uma visita a um museu. A diferença é que pode ser feita a partir do laboratório de informática da escola.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Além de Michelangelo, outros pintores renascentistas também realizaram pinturas de afrescos no local, como Rafael Sanzio e Sandro Boticelli. Entretanto, o teto da Capela Sistina e a parede que se localiza ao fundo do altar são dois dos pontos que mais chamam a atenção.

Nesse sentido, aqui se propõe ao professor apresentar, como um trabalho introdutório, as características gerais das técnicas de produção artística do Renascimento, bem como as novas formas dadas aos homens em sua representação gráfica. Posteriormente, o professor pode mostrar como os artistas utilizaram essa representação do corpo humano na retratação dos personagens bíblicos. É interessante, ainda, indicar que os afrescos representam passagens bíblicas.

A avaliação da atividade proposta seria justamente a indicação pelos alunos das passagens bíblicas que eles conseguem perceber através da análise dos afrescos, colocando essas informações em uma folha de papel a ser entregue ao professor para que ele possa avaliar seus alunos.

––––––––––––––––––––––––––––

* Crédito da Imagem: mark higgins  e Shutterstock.com


Por Tales Pinto
Graduado em História

Artigos Relacionados
Está tendo dificuldade para garantir disciplina nas aulas virtuais? Clique aqui e confira dicas de como reduzir a indisciplina durante as aulas on-line!