Whatsapp

Mesada – aprendendo lidar com finanças

Orientação Educacional

A mesada cria consciência do valor do dinheiro
A mesada cria consciência do valor do dinheiro
PUBLICIDADE

É comum hoje em dia a prática de dar mesada para os filhos. Porém, esse dinheiro não é uma quantidade suficiente para fazer as despesas que eles têm, motivo pelo qual várias crianças e adolescentes reclamam.

A mesada não deve ser dada para que o jovem faça suas despesas sozinho, mas para ensinar-lhe a administrar o dinheiro.

Alguns especialistas acreditam que a mesada só deve ser dada para aqueles que fazem uma tarefa específica, determinada pelos pais, contudo, outro lado defende que as crianças devem aprender a conviver com pequenas despesas para ir adquirindo responsabilidades desde cedo.

Os pais não devem apenas dar o dinheiro, pois se isso acontecer não poderão cobrar explicações sobre gastos mal feitos. É importante ajudar os filhos a conduzir suas compras e até mesmo reservar uma quantidade como economia.

Esses conceitos são importantes para a formação, pois será a partir deles que irão aprender a ter autocontrole, perceber que uma determinada quantia (salário) não dá para se fazer tudo o que quer, que existem prioridades na vida, como: contas a pagar e economias a fazer para possíveis eventualidades. Esse poderá ser o primeiro aprendizado que dará a oportunidade do jovem se conscientizar do valor do dinheiro e o quanto é difícil conseguir uma quantidade que satisfaça nossas necessidades.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

É comum conhecermos pessoas que não tem controle sobre o que ganham, gastando mais do que o seu salário oferece. Se têm conta em banco estendem os gastos usando o limite de cheque especial, o que o levará a um ciclo vicioso que poderá criar sérias dificuldades para se livrar das dívidas.

Os jovens e crianças precisam aprender a lidar com isso, percebendo que não se pode gastar mais do que se ganha, deve saber lidar tanto com as dificuldades como com aquilo que é mais fácil, e perceber que estar com dinheiro na mão não quer dizer que seja obrigado a gastar. Com essas aprendizagens tanto os pequenos quanto os maiores, serão pessoas capazes de viver demonstrando diferenciar vontades de necessidades.

Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia
Equipe Brasil Escola

Artigos Relacionados
Formas de melhorar as relações familiares.
  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola