Topo
pesquisar

Animação sobre os movimentos da Terra

Estratégias de ensino-aprendizagem

Os movimentos da Terra parecem mais simples para os alunos quando eles o visualizam através de uma animação.
PUBLICIDADE

Um bom método para o professor explicar inúmeros fenômenos concernentes à Geografia é o uso de animações. Sabemos que os alunos, ao visualizarem determinados fenômenos, conseguem compreendê-los melhor, além de facilitar a sua capacidade de imaginação. Assim, dependendo do assunto e da qualidade das animações, temas aparentemente complexos podem tornar-se muito simples para os alunos.

Através do uso de um projetor de imagens em sala de aula – ou levando os alunos para o Laboratório de Informática da escola –, o professor poderá explicar os movimentos da Terra através deste link. Nele, os movimentos de rotação e translação, bem como suas características e consequências, são didaticamente explicados.

Reprodução da imagem da animação. Ela deve aparecer em sua tela desta forma
Reprodução da imagem da animação. Ela deve aparecer em sua tela desta forma

Podemos dividir a animação em três fases principais, conforme explicaremos melhor a seguir. O professor deve utilizá-las para ir esclarecendo cada um dos movimentos da Terra, clicando em “avançar” assim que cada explanação for concluída. 

1ª parte – rotação: em um primeiro momento, a animação explica o movimento de rotação terrestre, didaticamente separado dos demais movimentos. Enquanto a terra gira, uma imagem ao lado vai demonstrando a principal consequência desse fenômeno, que é a ocorrência dos dias e das noites.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

2ª parte – translação: após o movimento de rotação, é hora de compreender o movimento de translação. O professor não deve se esquecer de mencionar que esses movimentos sempre ocorrem ao mesmo tempo. Primeiro, observa-se um texto explicando a velocidade (30km/s) e o tempo de duração desse movimento (365 dias e 6 horas, aproximadamente). Ao clicar no planeta Terra, o professor pode ir demonstrando a principal consequência da translação: os solstícios e equinócios, bem como as estações do ano.

3ª parte – simulador: essa, sem dúvidas, é a melhor parte da animação, pois ela cumpre uma dupla função. Ela verifica se os alunos compreenderam a matéria, através de perguntas sobre a inclinação da Terra, a direção dos movimentos e a velocidade de translação e rotação. Além disso, ela nos ajuda a imaginar algumas situações hipotéticas. Assim, o mais interessante é justamente “errar” as respostas, pois o arquivo demonstra como seria o planeta caso as características de seus movimentos fossem diferentes.

Para recomeçar a animação, basta reiniciar a página.

Por fim, recomendamos que o professor forneça o link da animação para os alunos “brincarem” em casa, ajudando-os a não se esquecerem de como funciona a dinâmica dos movimentos da Terra e a sua importância para a constituição e manutenção da vida em nosso planeta.


Por Rodolfo Alves Pena
Graduado em Geografia

Os movimentos da Terra com os solstícios e equinócios podem ser trabalhados através de vídeos
Estratégias de ensino-aprendizagem Solstícios e equinócios em sala de aula
O Monte Everest é uma evidência da ação das Placas Tectônicas sobre o relevo
Estratégias de ensino-aprendizagem Animação sobre o Monte Everest
O Universo é extremamente grande em relação à Terra
Estratégias de ensino-aprendizagem Animação sobre a Terra no Universo
Os terremotos, quando intensos, podem causar graves danos socioambientais
Estratégias de ensino-aprendizagem Aula sobre terremotos e sua distribuição
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola