Whatsapp

Atividade experimental sobre volume molar dos gases

Estratégias de ensino-aprendizagem

Esta atividade experimental sobre volume molar baseia-se na reação química que ocorre entre o bicarbonato de sódio e o vinagre, com produção de gás carbônico.
Amedeo Avogadro (1776-1856)
Amedeo Avogadro (1776-1856)
PUBLICIDADE

O experimento que será explicado neste artigo pode ser realizado em sala de aula a fim de determinar o volume molar de um gás. O professor pode aplicar essa atividade exatamente após o estudo teórico do volume molar dos gases. Esse conteúdo baseia-se na hipótese de Avogadro, que diz que volumes iguais de quaisquer gases que estão nas mesmas condições de temperatura e pressão apresentam o mesmo número de moléculas.

Assim, quando consideramos as Condições Normais de Temperatura e Pressão (CNTP), em que a pressão é igual a 1 atm e a temperatura é de 273 K (0ºC), temos que o volume ocupado por 1 mol de qualquer gás sempre será de 22,4 L. Esse valor corresponde ao volume molar dos gases.

Se considerarmos as Condições Ambientais de Temperatura e Pressão (CATP), em que a pressão também é de aproximadamente 1 atm, mas a temperatura é de 298 K (25 ºC), o volume molar passará a ser 25 L.

Por meio desta proposta de aula, o professor pode mostrar como realizar a determinação do volume de um gás em litros, relacioná-lo com o volume molar dos gases nas CNTP e nas CATP, bem como relembrar com os alunos outros conceitos fundamentais de Química que foram vistos em estudos anteriores.

Esta atividade experimental envolve, por exemplo, a ocorrência de reações e a sua representação por meio de equações químicas; cálculos estequiométricos envolvendo grandezas tais como volume, massa, massa molar e número de mol (quantidade de matéria); e a aplicação da equação de estado dos gases.

Veja agora como você pode realizar esta atividade experimental sobre volume molar dos gases.

Materiais e reagentes:

  • Balança;

  • Termômetro;

  • Proveta de 200 mL;

  • Água

  • Vinagre;

  • Bicarbonato de sódio;

  • Mangueira fina transparente;

  • Recipiente (tipo uma bacia) de vidro;

  • Garrafa PET de 500 mL;

  • Rolha;

  • Algo para fazer um furo na rolha a fim de fazer a mangueira passar por ela.

Procedimento experimental:

1- Conforme já mencionado na parte dos “materiais e reagentes”, faça um furo na rolha do tamanho que dê para passar a mangueira, mas não deixe espaço, pois o objetivo é que o gás não escape por nenhum espaço, somente pelo interior da mangueira;

2- Pese cerca de 0,5 g do bicarbonato de sódio e anote o valor exato da massa usada;

3- Faça a medição da temperatura do vinagre com o termômetro e anote;

4- Encha a proveta de água e encurve-a sobre o recipiente de vidro, que também deve estar com água;

5- Coloque a outra extremidade da mangueira dentro da proveta;

6- Este passo deve ser realizado rapidamente para não haver nenhuma perda de gás: coloque cerca de 50 mL de vinagre na garrafa PET, adicione o bicarbonato pesado e feche a garrafa com a rolha e a mangueira acoplada. O sistema ficará parecido com o mostrado na figura a seguir:

Experimento sobre volume molar de um gás
Experimento sobre volume molar de um gás

Resultados e discussão:

Professor, você pode pedir para que os alunos relatem o que aconteceu e quais mudanças eles observaram tanto na solução dentro da garrafa quanto no volume da água dentro da proveta. Eles devem dizer qual foi a reação que ocorreu dentro da garrafa, representar sua equação e dizer qual foi o gás obtido.

Depois, peça que, com os dados obtidos, eles usem uma das equações aprendidas no estudo dos gases para determinar o volume do gás coletado.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

No início desse experimento foi adicionada água na proveta, mas ela não foi simplesmente emborcada sobre a água do recipiente, pois era necessário retirar o ar atmosférico que havia dentro dela. Assim, o gás que ficou dentro da proveta no final do experimento era totalmente puro.

A reação foi realizada entre o bicarbonato de sódio, que é o sal hidrogenocarbonato de sódio ou carbonato ácido de sódio, cuja fórmula é NaHCO3, e o vinagre, que é uma solução aquosa de ácido acético (H3CCOOH). Essa reação pode ser representada pela seguinte equação:

NaHCO3(s) + H3CCOOH(aq) → H3CCOONa(aq) + H2CO3(aq)

Visto que o ácido carbônico (H2CO3(aq)) é instável, ele decompõe-se:

NaHCO3(s) + H3CCOOH(aq) → H3CCOONa(aq) + H2O(l)+ CO2(g)

Assim, o gás obtido nessa reação foi o gás carbônico ou dióxido de carbono (CO2), e a sua produção pode ser vista por meio da formação de bolhas.

A equação que pode ser usada para determinar o volume molar do dióxido de carbono nesse experimento é a equação de estado dos gases ou PV = nRT. Veja como os alunos podem determinar cada uma das grandezas dessa fórmula:

P = pressão local em atm;

V = é o volume em litros ocupado pelo gás CO2 e é o que desejamos obter para comparar com o volume molar dos gases. Por isso, a equação ficará assim:

V = nRT
       P

T = temperatura do vinagre que foi medida no início. Mas não se esqueça de passar de graus Celsius (ºC) para a escala kelvin (k). Para tal, basta somar o valor da temperatura em ºC com 273,15;

R = é a constante universal dos gases, cujo valor é igual a 0,082 atm . L / k . mol;

n = é a quantidade de matéria de CO2. Para encontrar o seu valor, usamos os seguintes cálculos:

84 g/mol de NaHCO3 (essa é a massa molar) ----------- 1 mol
m (massa pesada que foi usada no experimento) ---------- nbicarbonato

Aqui teremos a quantidade de matéria (n) do bicarbonato de sódio usado como reagente. Agora fazemos outra regra de três para calcular a massa de CO2 obtida:

1 mol de NaHCO3 ---------- 44 g de CO2
n mol de NaHCO3 (que foi obtido no cálculo anterior) ---- mCO2

Com essa massa (mCO2) e a massa molar do CO2 (44 g/mol), descobrimos a quantidade de matéria de CO2 que foi produzida pela seguinte proporção:

44 g de CO2 ----------- 1 mol
mCO2 ---------- nCO2

O valor de nCO2 é então substituído na equação dos gases ideais. Dessa forma, encontra-se o volume, em litros, do gás CO2.

É importante que o professor ajude os alunos a verem a relação do valor encontrado por eles nesse experimento com o volume molar nas CNTP, que, conforme dito no início deste artigo, é de 22,4 L. Pela relação V = nRT/P, se o valor da temperatura medida pelos alunos for menor que a temperatura nas CNTP, o volume encontrado também será menor e vice-versa. A pressão também influencia de modo inversamente proporcional, ou seja, se a pressão local for menor que 1 atm (que é a pressão estabelecida nas CNTP), então o valor do volume do gás será maior que 22,4 L.


Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

Artigos Relacionados
Influência da temperatura sobre o comportamento dos gases.
Veja como é possível determinar a massa molar do gás butano contido em um isqueiro comum.
Aula experimental fácil, com materiais simples, sobre determinação da porcentagem em volume do gás oxigênio presente no ar.
Neste texto você verá um experimento bem simples, sobre compressibilidade dos gases, que pode ser usado pelo professor também para o conteúdo de estados físicos da matéria.
Clique e confira uma proposta pedagógica para trabalhar mol em sala de aula com vistas a melhorar o desempenho dos alunos sobre esse assunto!
Aula prática sobre aumento de temperatura na expansão de gases.
  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola