Topo
pesquisar

Atividade prática sobre reações de oxidação em álcoois

Estratégias de ensino-aprendizagem

Este roteiro de atividade prática propõe uma experiência para facilitar o ensino e a compreensão das reações de oxidação em álcoois.
PUBLICIDADE

As reações orgânicas fazem parte do conteúdo do Ensino Médio e quase sempre os alunos deparam-se com esse assunto apenas de forma teórica, quando os professores apresentam as reações no quadro. Com as reações de oxidação dos alcoóis, não é diferente.

O objetivo deste texto é propor aos professores de Química uma atividade prática para a abordagem das reações orgânicas de oxidação de alcoóis.

É fundamental que, antes de iniciar a atividade, o(a) professor(a) trabalhe com os alunos os tipos de alcoóis e como ocorrem as reações de oxidação neles.

Para desenvolver a atividade prática sobre oxidação de alcoóis, deve ser feito o seguinte:

a) Materiais e reagentes

Para a atividade prática sobre a oxidação em alcoóis, serão necessários os seguintes materiais e reagentes (de preferência, organizar os alunos em duplas):

  • 3 tubos de ensaio;

  • Béquer de 50 mL;

  • Jalecos;

  • Óculos de proteção;

  • Luvas;

  • Estante para tubos de ensaio;

  • 3 conta-gotas;

  • Uma balança;

  • Butan-1-ol (encontrado em lojas que trabalham com reagentes químicos);

  • Iso-propanol (encontrado em lojas que trabalham com reagentes químicos);

  • Terc-butanol (encontrado em lojas que trabalham com reagentes químicos);

  • Pipetas graduadas;

  • Peras de sucção para as pipetas;

  • Dicromato de potássio;

  • Ácido sulfúrico concentrado;

  • Água destilada.

b) Procedimento

As duplas realizarão os seguintes procedimentos:

  • 1º Passo: pesar 1,4 g de dicromato de potássio na balança e colocá-lo no béquer de 50 mL;

  • 2º Passo: pipetar 14 mL de água destilada e adicionar ao béquer. Em seguida, agitar bastante para dissolver o dicromato;

  • 3º Passo: pipetar 7 mL de ácido sulfúrico e adicionar, vagarosamente, ao tubo de ensaio número 1. Em seguida, repetir o procedimento para os tubos de ensaio 2 e 3;

  • 4º Passo: numerar os três tubos de ensaio;

  • 5º Passo: posicionar os tubos de ensaio na estante;

    Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  • 6º Passo: pipetar 2 mL da solução de dicromato preparada e adicioná-la ao tubo de ensaio número 1. Em seguida, repetir o procedimento para os tubos de ensaio 2 e 3;

  • 7º Passo: adicionar 10 gotas do butan-1-ol ao tubo de ensaio número 1. Observar o que ocorre;

  • 8º Passo: adicionar 10 gotas do iso-propanol ao tubo de ensaio número 2. Observar o que ocorre;

  • 9º Passo: adicionar 10 gotas do terc-butanol ao tubo de ensaio número 3. Observar o que ocorre.

c) Discussão

Após a realização do procedimento, o(a) professor(a) deve pedir para que cada dupla relate o resultado observado em cada um dos tubos de ensaio. Logo em seguida, o professor deve revelar os resultados esperados para cada um dos tubos de ensaio:

  • Tubo 1: como foi adicionado um álcool primário, ocorre oxidação e formação de uma solução de cor laranja. Essa reação ocorre com maior velocidade do que no tubo 2, pois o álcool primário é mais reativo, em razão da posição do grupo OH;

  • Tubo 2: como foi adicionado um álcool secundário, ocorre oxidação e formação de uma solução de cor verde, mas a reação é mais lenta;

  • Tubo 3: como foi adicionado um álcool terciário, não ocorre nenhuma alteração visual, pois não acontece reação.

OBS.: Deve ser explicado aos alunos que a cor da solução nos tubos 1 e 2 passa de alaranjado para a cor verde por causa da redução do átomo de cromo no seu estado fundamental +6 (Cr6+) para o seu estado de oxidação +3 (Cr3+).

d) Avaliação

Para a avaliação da atividade prática, sugerimos os seguintes itens:

  • Construção do relatório sobre a atividade (procedimento e conclusão);

  • Comprometimento durante a atividade prática;

  • Desenvoltura durante a atividade prática.


Por Me. Diogo Lopes Dias

O dicromato de potássio é um agente oxidante nas reações de oxidação em alcoóis
O dicromato de potássio é um agente oxidante nas reações de oxidação em alcoóis
O giz escolar pode ser usado no trabalho prático, em sala de aula, sobre reações orgânicas.
Estratégias de ensino-aprendizagem Trabalhando reações orgânicas em sala de aula
Coloração de biodiesel produzido a partir da reciclagem de óleos
Estratégias de ensino-aprendizagem Produção de biodiesel na sala de aula
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola