Whatsapp

Aula sobre os jogos olímpicos na Grécia Antiga

Estratégias de ensino-aprendizagem

Com esta sugestão de aula sobre os jogos olímpicos na Grécia Antiga, o professor terá acesso a uma estratégia para ensinar esse conteúdo aos alunos de Ensino Fundamental.
O arremesso de discos é um dos clássicos esportes praticados nas Olimpíadas desde a Grécia Antiga
O arremesso de discos é um dos clássicos esportes praticados nas Olimpíadas desde a Grécia Antiga
PUBLICIDADE

Um dos problemas que o professor de história, não raro, enfrenta em sala de aula, sobretudo com turmas de Ensino Fundamental, é tentar mostrar aos seus alunos a importância da disciplina de história para a vida cotidiana, ou seja, fazer com que os alunos percebam a inter-relação entre o passado e o presente. Um dos caminhos possíveis para solucionar esse entrave é tomar como exemplo algumas experiências ou acontecimentos que sejam comum a todos para traçar, mesmo que indiretamente, um paralelo com épocas passadas. Um bom exemplo que indicamos neste texto é o dos jogos olímpicos.

Sabemos que há muitas décadas os jogos olímpicos, ou Olimpíadas, são realizados a cada quatro anos, em alguma cidade eleita previamente para abrigá-los. Além disso, há uma intensa cobertura jornalística durante o período de ocorrência desse evento, de modo que os alunos, como quaisquer outros expectadores, são atingidos pelas informações a respeito. Nesse sentido, seria interessante que o professor de história organizasse uma ou mais aulas (a depender de seu calendário escolar) sobre a história das olimpíadas para os alunos do Ensino Fundamental. Uma estratégia possível seria explicar a origem dos jogos olímpicos na Grécia Antiga e a relação que tais jogos tinham com as campanhas militares, os rituais religiosos e as narrativas mitológicas da época.

Sabe-se que a origem das competições esportivas na civilização grega remonta ao século VIII a.C., momento em que as cidades-estado começaram a organizar as primeiras competições. A escolha da cidade de Olímpia como sede principal para os jogos (e daí deriva o nome “olimpíada”) tem procedência mitológica. No mito dos doze trabalhos de Hércules, o herói, filho de Zeus, executa com êxito o seu primeiro trabalho, que era limpar o estábulo do rei Auditas. Para comemorar tal feito, Hércules inaugura os jogos esportivos na cidade de Olímpia. Essa narrativa ficou ainda mais emblemática no século V a.C., quando o escultor Fídias ergueu em Olímpia um templo em homenagem a Zeus, a quem eram dedicados, ritualisticamente, os jogos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Além de tecer essas considerações sobre a origem das olimpíadas na Grécia Antiga, o professor pode também traçar um paralelo entre os esportes praticados atualmente com aqueles que eram praticados na Antiguidade, destacando as semelhanças e diferenças. É possível falar, por exemplo, do atletismo, esporte praticado tanto na Grécia Antiga quanto hoje, dando ênfase nos diferentes contextos. Na Grécia, as corridas de velocidade estavam intimamente associadas à ofensiva no campo de batalha, assim como outros esportes, como o pugilismo. Atualmente o atleta pratica o esporte de modo profissional.

Seria interessante também que o professor mostrasse aos alunos como ocorreu o desvinculamento gradual entre a atividade esportiva e a atividade militar. Isso implicaria explanar um pouco, se o tempo for hábil, sobre o resgate da tradição dos jogos olímpicos no fim do século XIX pelo francês Pierre de Frédy, conhecido como Barão de Coubertin.


Por Me. Cláudio Fernandes

Artigos Relacionados
Veja dicas de aula sobre a história das Olimpíadas e acrescente ao seu programa de conteúdos alguns temas relacionados com os jogos olímpicos.
As olimpíadas e a questão racial no interior do pensamento nazista.
  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola