Topo
pesquisar

Elevador químico

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE

Material

- 2 recipientes transparentes (copos de vidro)
- Água
- Comprimido efervescente (antiácido)
- Uvas-passas

Procedimento

1. Preencha o recipiente com água até ¾ de seu volume.

2. Deposite a uva-passa na água e observe.

3. Em seguida, coloque o comprimido efervescente no mesmo recipiente, e o que ocorre?

Conclusão

No procedimento 2, podemos ver a uva afundar, isto explica-se pelo fato de ela possuir uma densidade maior que a da água.

No instante em que o comprimido é adicionado ao processo, a uva tem seu comportamento alterado, ela passa a se movimentar para cima e para baixo, dentro do recipiente. O deslocamento da uva tem uma explicação química:

Sabemos que os comprimidos efervescentes liberam gás carbônico (CO2), o gás produzido fixa-se na uva, e como a densidade de gases é menor que a de líquidos, a uva acaba por subir à superfície. Ela ficaria parada se não fosse por um detalhe: as bolhas de CO2 estouram quando entram em contato com a atmosfera, fazendo com que a uva desça novamente para o fundo do recipiente. Mas não para por aí, o gás CO2 fixa-se a ela, fazendo-a subir novamente, e assim por diante.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

É assim, como se fosse um elevador químico, a uva, ao oscilar, entre movimentos de subir e descer.

Por Líria Alves
Graduada em Química
Equipe Brasil Escola   

Veja mais!
Gelo que afunda - experimento sobre a densidade de líquidos. 
Reação com naftalina 

Química - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola