Topo
pesquisar

Plantando sementes

Estratégias de ensino-aprendizagem

Ao encontrar condições adequadas, como água, gás oxigênio e temperatura, as sementes germinam, originando uma nova planta.
Os vasinhos também poderão ser feitos com jornal, como os da imagem acima
Os vasinhos também poderão ser feitos com jornal, como os da imagem acima
PUBLICIDADE

Todos os vegetais passam por vários processos e eventos, que constituem o seu desenvolvimento. As sementes, por exemplo, são as responsáveis pela perpetuação e multiplicação das espécies vegetais. A semente surge a partir da fecundação do gameta feminino pelo gameta masculino, o que garante uma variabilidade genética favorável à adaptação das espécies.

Há sementes que possuem somente um cotilédone, e por isso são chamadas de monocotiledôneas; enquanto outras, que possuem dois cotilédones, são chamadas de dicotiledôneas; sendo que todas elas são constituídas de cobertura, tecido de reserva e eixo embrionário. A cobertura da semente serve para protegê-la contra choques mecânicos, microrganismos e insetos, bem como manter as partes internas da semente unidas. O tecido de reserva é utilizado na germinação da semente, servindo de suprimento nutritivo para o eixo embrionário, enquanto que o eixo embrionário é uma miniplanta que se desenvolverá e se transformará em uma planta adulta.

Ao encontrar condições favoráveis para o seu desenvolvimento, a semente germinará, originando a radícula e o caulículo, que darão origem à raiz e ao caule, respectivamente. Algumas espécies de vegetais necessitam mais de água do que outras, e isso é um fator determinante para seu desenvolvimento. Quando o eixo embrionário atinge certo tamanho, passamos a chamar esse vegetal de muda, que poderá ser transplantado para seu local definitivo.

A atividade prática proposta a seguir visa ensinar aos alunos sobre as partes da semente e explicar como ocorre a germinação, além de conscientizá-los sobre a importância das sementes e também das mudas originadas a partir das sementes.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Para realizar essa atividade, o professor precisará de água, terra, adubo, pás, vasinhos ou garrafas pets cortadas ao meio, sementes e plaquinhas para identificar as plantas. Prepare a terra, misturando-a com o adubo e coloque-a nos recipientes onde serão plantadas as sementes. Deixe a terra úmida, a fim de prepará-la para receber as sementes.

Peça aos alunos que guardem todas as sementes das frutas que comerem, para depois plantá-las. As sementes que estiverem em estado de dormência deverão ter sua dormência quebrada antes de serem plantadas. A dormência de muitas sementes pode ser quebrada quando colocadas de molho em água morna ou dentro do freezer por alguns minutos.

Depois que a semente for colocada na terra, peça aos alunos que façam as plaquinhas identificando o nome da fruta, o nome do aluno e o dia em que foi plantada. É interessante pedir aos alunos que pesquisem se tal planta necessita de condições especiais para se desenvolver.

Depois de prontas, as mudinhas podem ter diversos destinos, como: serem doadas à comunidade, serem dadas nas reuniões de pais, serem plantadas na própria escola, servirem como prêmios para atividades, entre outros.


Por Paula Louredo
Graduada em Biologia

As folhas são órgãos muito importantes na captação de gases e luz solar
Estratégias de ensino-aprendizagem Importância das folhas vegetais
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola