Topo
pesquisar

Sugestão de materiais para um laboratório de Física

Trabalho Docente

Equipamentos experimentais por área e instrumentos de medida são materiais indispensáveis para a montagem de um laboratório de Física.
PUBLICIDADE

A Física é uma ciência experimental, portanto, o ensino dessa matéria também deve utilizar experimentos. Assim, montar um laboratório de Física pode ser uma boa pedida para as aulas irem além do que é ensinado nos livros e abordarem também o aspecto experimental dessa ciência. No entanto, nem sempre essa é uma tarefa fácil, pois as atividades experimentais dependem de um bom planejamento do professor. Sendo assim, trazemos algumas sugestões de materiais para a montagem de um laboratório de Física que podem ajudar o professor a escolher os instrumentos mais adequados para abordar experimentalmente os diversos conceitos físicos.

Instrumentos de medida

As medidas são importantíssimas nas experiências de Física, por isso são necessários instrumentos precisos para realizá-las com qualidade, caso contrário, o experimento pode não ser válido. Veja a lista a seguir com os principais instrumentos de medida que são necessários em um laboratório de Física e quais as suas finalidades:

Balanças: de preferência as digitais e com boa precisão para realizar medidas de massa das amostras ou dos corpos envolvidos no experimento. Várias grandezas da Física dependem da massa dos corpos, como a força, quantidade de movimento, densidade, entre outras. Por isso, a balança é tão importante.

Cronômetros: para fazer medidas de tempo. São necessários no ensino de Cinemática, por exemplo, para calcular a velocidade e a aceleração dos corpos, pois é preciso conhecer o tempo em que ocorre o movimento.

Réguas e trenas: para medir distâncias ou comprimentos;

Paquímetros: para obter medidas precisas de espessura;

Provetas: com diferentes capacidades para fazer medidas de volume. São necessárias no estudo da densidade, empuxo, teorema de Arquimedes, entre vários outros conteúdos.

Dinamômetros: para medir a força. São importantíssimos em atividades experimentais de Dinâmica.

Barômetros: para medir a pressão atmosférica;

Termômetros: de álcool, mercúrio ou digitais. Utilizados para medir a temperatura, esses materiais são utilizados principalmente no estudo da Termologia, nos conteúdos de dilatação, conversão entre escalas, transformações gasosas etc.

Multímetro: Realiza todas as medidas elétricas, como capacitância, resistência elétrica, corrente elétrica, diferença de potencial etc. É essencial no terceiro ano do Ensino Médio quando se estuda a Eletrodinâmica e todas essas grandezas citadas.

A quantidade de aparelhos a serem adquiridos dependerá da quantidade de alunos presentes por sala. Não é recomendado que um aparelho seja usado por grupos de mais de três alunos, porém, dependendo da quantidade de materiais disponíveis, o ideal é que os alunos troquem os materiais entre si para que todos possam usar.

Equipamentos experimentais por área

Além dos instrumentos de medida citados, também são necessários outros materiais básicos, que podem ser divididos por área do conhecimento. Veja algumas sugestões:

Mecânica

  • Roldanas, bases, hastes e suportes: utilizados para montagem dos experimentos;

  • Molas: utilizadas no estudo das oscilações;

  • Trilhos de ar: Materiais que tornam o atrito desprezível que podem ser utilizados em experimentos de Cinemática e Dinâmica para o estudo do movimento dos corpos.

Termologia

  • Mergulhões e béqueres, utilizados para aquecer água;

  • Tubos de diferentes tipos de materiais para o estudo da dilatação;

  • Calorímetros para o estudo de calor específico e capacidade térmica;

  • Modelos de máquinas térmicas.

Óptica

  • Laser e lâmpadas, utilizados como fontes de luz;

  • Espelhos planos e esféricos para o estudo da reflexão da luz;

  • Lentes;

  • Prisma de acrílico para estudar a decomposição da luz;

  • Fendas simples, fendas duplas e polarímetros.

Electromagnetismo

  • Gerador de Van der Graff para trabalhar os principais conceitos da Eletrostática;

  • Fontes de tensão;

  • Condutores para fazer conexões elétricas;

  • Resistores, capacitores, diodos;

  • Bússolas e imãs magnetizados de formas diferentes, que podem ser utilizados para estudar o comportamento das linhas de campo magnético;

  • Motores e geradores para o ensino da indução eletromagnética;

  • Bobinas para demonstrar o comportamento magnético dos condutores ao serem percorridos por uma corrente elétrica.

Ondulatória

  • Gerador de frequências;

  • Osciloscópio;

  • Molas flexíveis para o estudo de ondas longitudinais e transversais;

Física Moderna

  • Espectrômetro completo e diferentes fontes de luz;

  • Contador Geiger e fontes radioativas para estudar a emissão de partículas por uma fonte radioativa;

Os materiais aqui citados podem ser encontrados principalmente em lojas virtuais especializadas, uma vez que não existem muitas empresas que investem na área. Mesmo implementando um laboratório de Física na escola, o professor não pode deixar de lado as atividades experimentais de baixo custo, já que essas também têm o seu valor pedagógico e muitas vezes podem suprir a falta de recursos financeiros da escola.


Por Mariane Mendes
Graduada em Física

O multiteste também é conhecido como multímetro e pode medir tanto correntes elétricas como também resistência e tensão elétrica
Trabalho Docente Usando um multiteste
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola