Topo
pesquisar

Aplicando as reações de neutralização de forma prática

Estratégias de ensino-aprendizagem

Nesta atividade prática o docente tem a oportunidade de favorecer aos seus alunos o aprendizado sobre reações de neutralização utilizando diferentes ácidos e bases.
PUBLICIDADE

É muito comum, durante aulas sobre reações químicas, os alunos terem dificuldades em compreender como os processos ocorrem, além de não conseguirem associar o assunto com situações do seu cotidiano.

As reações de neutralização (entre um ácido e uma base, um ácido e um óxido básico, uma base e um óxido ácido, um sal básico com um ácido ou um sal ácido com uma base) são muito importantes de uma forma geral, seja no preparo de alimentos ou no tratamento de alguns problemas de saúde.

Pensando na importância de se aprender o que são e como ocorrem as reações de neutralização, apresentamos esta proposta para que os docentes possam aplicar as reações de forma prática, visando um maior entendimento por parte dos alunos.

1- Assuntos abordados na atividade prática

Nesta proposta os professores (as) podem explorar diversos temas importantes e relacionados com esse tipo de reações químicas, tais como:

  • A ação de um indicador ácido-base

  • Reconhecimento de ácidos e bases

  • Montagem de equações químicas

  • Reações de neutralização e seus produtos formados

  • Condições para ocorrência de reações químicas

2- Materiais necessários

É fundamental que o docente procure proporcionar aos alunos materiais de segurança e bons reagentes químicos para a realização da atividade. Abaixo segue a sugestão dos materiais necessários:

  • Jaleco,

  • Luvas,

  • 1 colher de chá,

  • Peras de sucção,

  • Pipetas,

  • Béqueres ou copos descartáveis,

  • Fenolftaleína,

  • Álcool comum (adquirido em supermercado),

  • Água,

  • Hidróxido de sódio (adquirido em loja especifica de produtos químicos ou soda cáustica, que pode ser adquirida em supermercado),

  • Ácido clorídrico (adquirido em loja especifica de produtos químicos ou ácido muriático, que pode ser adquirido em lojas ferragistas),

  • Ácido acético (adquirido em loja especifica de produtos químicos ou vinagre, que pode ser adquirido em supermercado),

  • Hidróxido de magnésio (adquirido em loja especifica de produtos químicos ou leite de magnésia, que pode ser adquirido em farmácia).

3- Procedimentos necessários

Obs.: Separe os alunos em duplas para a realizar a atividade.

A ideia é que o professor apenas oriente e acompanhe os alunos durante a realização de cada um dos procedimentos abaixo:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  • 1º procedimento: preparar uma solução alcoólica de fenolftaleína contendo 100 mL de álcool e meia colher de chá de fenolftaleína.

  • 2º procedimento: preparar uma solução aquosa contendo 1 colher de chá de hidróxido de magnésio em 20 mL de água.

  • 3º procedimento: preparar uma solução aquosa contendo 1 colher de chá de hidróxido de sódio em 20 mL de água.

  • 4º procedimento: dividir os 20 mL da solução aquosa de hidróxido de magnésio em dois béqueres. Adicionar 5 mL da solução alcoólica fenolftaleína em cada uma dos béqueres.

  • 5º procedimento: Adicionar ácido acético, aos poucos, em cada um dos béqueres até a mudança completa de cor da solução.

  • 6º procedimento: dividir os 20 mL da solução aquosa de hidróxido em dois béqueres. Adicionar 5 mL da solução alcoólica fenolftaleína em cada uma dos béqueres.

  • 7º procedimento: Adicionar ácido clorídrico, aos poucos, em cada um dos béqueres até a mudança completa de cor da solução.

4- Conclusão e comentários

Ao final dos procedimentos realizados por todos os grupos, é importante que o professor (a) trace alguns comentários com os alunos sobre quais foram os resultados encontrados e quais seriam os resultados esperados, dando enfoque nos seguintes aspectos:

  • Coloração das soluções ao receber a fenolftaleína

  • Coloração das soluções ao receber cada um dos ácidos

  • Presença ou não de um precipitado

  • Formação ou não de um gás

5- Avaliação

Avaliação é um item fundamental e necessário em toda atividade, e aqui não é diferente, porém é algo pessoal, ou seja, cada docente tem a liberdade de estabelecer quais são os critérios e como serão avaliados.

Mesmo assim, deixamos aqui uma sugestão de avaliação como, por exemplo, pedir aos alunos que formem um relatório escrito no qual deverão citar:

  • Materiais utilizados e a natureza química de cada um,

  • As misturas que foram realizadas,

  • As observações feitas em cada uma das misturas realizadas,

  • As equações químicas que representam todas as reações químicas que ocorreram nos procedimentos,

  • Qual a relação que pode ser feita entre as reações químicas realizadas e o nosso dia a dia.


Por Me. Diogo Lopes Dias

Resultado de soluções básicas após a adição de fenolftaleína
Resultado de soluções básicas após a adição de fenolftaleína
O indicador alaranjado de metila pode ser utilizado em uma neutralização
Estratégias de ensino-aprendizagem Ensino de reações de neutralização de forma prática
Na titulação ácido-base, uma solução de concentração conhecida é gotejada sobre outra solução de concentração desconhecida
Estratégias de ensino-aprendizagem Titulação na prática
Materiais utilizados na titulação em um laboratório
Estratégias de ensino-aprendizagem Explorando a titulação em sala de aula
A fenolftaleína é um indicador ácido-base sintético que fica rosa em meio básico
Estratégias de ensino-aprendizagem Aula experimental sobre indicador ácido-base
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola