Whatsapp

Bico de Bunsen: aula prática

Estratégias de ensino-aprendizagem

PUBLICIDADE


Fonte de calor utilizada em laboratório.

Para quem não me conhecia: Olá! Muito prazer, eu sou o Bico de Bunsen.

A imagem acima ilustra a fonte de calor utilizada para o aquecimento de substâncias no laboratório, o então conhecido Bico de Bunsen. As diferentes chamas obtidas com ele têm explicação na quantidade de calor: Quanto mais quente a chama, mais azulada ela fica.

Mas o que faz com que a chama obtenha diferentes colorações? A quantidade de energia, sendo que intensidade do fogo se traduz como “a taxa de energia ou calor liberado por unidade de tempo e por unidade de comprimento”, ou seja, quanto menor a área da chama, maior a quantidade de energia.

Para entender melhor, aprenda como usar o Bico de Bunsen:

1. Primeiramente feche a entrada de ar (uma válvula que fica na parte inferior do aparelho);

2. Acenda um fósforo e o aproxime da parte superior, que é o ponto mais alto da câmara de mistura;

3. Agora sim a válvula de gás pode ser aberta;

4. Regule a chama através dessa válvula;

5. Com a regulagem do aparelho você obtém diferentes tipos de chama. Por exemplo, com a válvula totalmente fechada surge uma chama grande e amarela que desprende fuligem. Esta não é uma chama considerada boa, pois não possui uma temperatura suficiente para o aquecimento de substâncias.

6. Para se conseguir uma chama mais quente, abra vagarosamente a entrada de ar até obter uma chama azul.

Que tal explorar essas chamas numa aula sobre a intensidade do fogo? Regule então o bico de Bunsen até que este produza as colorações abaixo:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)


• O estado 1 demonstra uma chama menos aquecida, de cor amarelo-avermelhada, que possui uma maior área;

• O estado 2 adquire uma menor área e coloração vermelha;

• O estado 3 já começa a apresentar a coloração roxa tendendo para a azul, esta indica a aproximação para uma chama mais aquecida.

• O estado 4 identifica uma chama com maior energia, ou seja, mais quente. Observe que ela é a chama que possui menor área, por isso mantêm uma energia maior.

Por Líria Alves
Graduada em Química
Equipe Brasil Escola

Veja mais!

Qual é o estado físico do fogo?

Laboratório alternativo

Química - Estratégias de Ensino - Educador - Brasil Escola


Artigos Relacionados
Confira esta sugestão de aula experimental sobre entalpia de combustão que comprova que a entalpia da combustão completa é mais energética que a da incompleta.
Neste experimento simples serão necessários basicamente um bico de gás e um pires de porcelana para poder demonstrar a combustão completa e incompleta.
Professor (a), clique e conheça uma estratégia de ensino para ampliar e facilitar a compreensão dos seus alunos em relação aos modelos atômicos.
Conheça uma estratégia de ensino para tratar de diversos assuntos da Química Inorgânica por meio da produção de gás carbônico de forma experimental.