Topo
pesquisar

Crescimento de Cristais

Estratégias de ensino-aprendizagem

Para obter cristais grandes, mergulhe um cristal de sulfato de cobre em uma solução saturada aquecida desse sal e espere alguns dias.
PUBLICIDADE

Introdução:

Os cristais são considerados como joias da química, pois eles são muito bonitos e podem ser usados para decorar e até dar de presente para alguém.

Os formatos dos cristais são resultado do fato de seus constituintes, que podem ser átomos, moléculas ou íons, se organizarem em um padrão tridimensional definido, que se repete continuamente, criando uma estrutura cristalina que podemos ver como sólidos com formatos geométricos específicos.

No entanto, a maioria das pessoas gosta de cristais bem grandes. No texto “Fazendo Cristais”, você aprendeu como produzir cristais em formato de agulha. Agora, nesse texto, você aprenderá como obter macrocristais, ou seja, fazer crescer cristais já existentes.

Entretanto, antes de iniciarmos, só um lembrete: Essa experiência precisa de paciência e alguns dias para ver o resultado. Quanto mais lento for o processo, maior e mais bonito será o cristal obtido.

Materiais e Reagentes:

  • Sulfato de cobre;
  • Água;
  • Linha;
  • Lápis ou palito de sorvete;
  • Copo transparente;
  • Panela ou caixa de isopor;
  • Fonte de aquecimento (como um fogão ou, se for em laboratório, uma chapa aquecedora);
  • Vareta de vidro ou uma colher para misturar;
  • Opcional: anilina ou corante alimentício na cor desejada.

Materiais e reagentes para o experimento

Procedimento Experimental:

1. Aqueça a água até próximo do seu ponto de ebulição;

2. Misture aos poucos o sulfato de cobre até obter uma solução saturada, isto é, até que não seja possível que o sal usado se solubilize (dissolva) mais na água;

3. Pegue um cristal de sulfato cobre (maior de preferência) e o amarre na linha. Esse cristal costuma ser chamado de semente ou de pedra-mãe;

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

4. Prenda a linha a um lápis ou a um palito de sorvete e pendure a pedra-mãe no meio da solução. Não deixe a pedra tocando no fundo do recipiente;

5. Deixe em repouso em um local que não sofra vibração, de preferência dentro de uma caixa de isopor ou colocando o frasco dentro de uma panela com água quente;

6. Observe nos próximos dias o que ocorre com o cristal e com o seu formato.

Resultados e Discussões:

Usamos a caixa de isopor ou a panela com água quente para que a solução saturada esfrie bem lentamente. Conforme já mencionado, quanto mais lentamente a água esfriar, maior será o cristal obtido. Isso ocorre porque a solução era saturada a uma determinada temperatura, mas à medida que vai esfriando a solubilidade do sulfato de cobre em água diminui, assim o excesso de material dissolvido irá se cristalizar.

Se o resfriamento ocorrer de modo lento, os constituintes do cristal (moléculas, íons e átomos) terão tempo de encontrar a melhor posição no arranjo cristalino. Mas, se esfriar rapidamente, eles não terão tempo de se organizarem perfeitamente e os cristais obtidos serão pequenos e com defeito.

Observações importantes:

* Se ao mergulhar a pedra-mãe na solução ela dissolver, isso significa que a solução ainda não está saturada. Você terá que dissolver mais sulfato de cobre na água.

* Se desejar, você pode colorir seu cristal adicionando anilina ou corante alimentício na solução saturada.


Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

O processo para se produzir um cristal de sulfato de cobre grande e bonito como o da foto leva algum tempo, mas não é difícil
O processo para se produzir um cristal de sulfato de cobre grande e bonito como o da foto leva algum tempo, mas não é difícil
Os cristais de açúcar podem ter diferentes cores, dependendo do corante que você utilizar
Estratégias de ensino-aprendizagem Fazendo cristais de açúcar
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola