Topo
pesquisar

Criação de um herbário na escola

Estratégias de ensino-aprendizagem

Com a criação de um herbário na escola, o professor poderá utilizar as plantas preservadas em diferentes aulas de Botânica, favorecendo o processo de aprendizagem.
PUBLICIDADE

Um herbário pode ser brevemente definido como uma coleção de espécimes vegetais secos que estão classificados de acordo com um sistema de classificação e que pode ser utilizada para fins educacionais. Essa coleção é importante para que a flora de diferentes áreas seja documentada.

Em uma escola, a criação do herbário pode auxiliar no ensino de Botânica e, consequentemente, melhorar o processo de ensino-aprendizagem desse conteúdo. A seguir, vamos ensinar uma forma bastante simples de criar um pequeno herbário em sua instituição de ensino, garantindo desse modo a criação de um material didático que poderá ser usado em várias aulas dessa disciplina.

Leia também: Construindo uma chave dicotômica

Criação de um herbário na escola

Como salientado anteriormente, o herbário consiste em uma coleção de plantas mortas e preservadas que apresentam diferentes fins, sendo um deles o educacional. As plantas são coletadas, identificadas e preparadas de modo a se manterem preservadas.

Para a criação do herbário devem ser criadas exsicatas.
Para a criação do herbário devem ser criadas exsicatas.

Para a criação do pequeno herbário em sua escola, algumas etapas devem ser seguidas. Veja a seguir essas etapas e algumas dicas para a confecção do herbário:

  • Realize a coleta de plantas que farão parte do herbário. Essa coleta pode ser feita na escola, ou os alunos podem coletar as plantas de sua residência. É importante destacar que para coletar material em parques, reservas e áreas de mata é necessária a autorização.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

  • Durante a coleta, o coletador deverá ter cuidado para que a parte coletada seja a mais completa, contendo flores, frutos e folhas, se possível. Quando temos plantas muito grandes, pode ser destacado um ramo.

  • Após a coleta, o material deve ser colocado dentro de um jornal, de maneira organizada, e depois pressionado com papelão em ambos os lados, como se fosse um sanduíche. Caso tenham vários espécimes, pode se colocar em um papelão, um jornal com uma planta, jornais sem plantas, outro jornal com planta e assim sucessivamente. No final, os dois lados devem conter papelão. É importante lembrar que cada jornal deve ser etiquetado para posterior identificação da planta.

  • Depois dessa montagem, deve-se colocar placas de madeiras em ambos os lados e amarrar bem. As plantas nesse momento estão prontas para a secagem.

  • É importante realizar a troca do jornal sempre que possível, para que a umidade não favoreça o crescimento de fungos. Inicialmente, a troca pode ser feita diariamente e com o tempo, a medida que a planta perde água, a troca pode ser realizada após um maior período de tempo.

  • O tempo de secagem varia de uma planta para outra, e os alunos e o professor podem observar a planta no momento da troca de jornal.

  • Após a secagem, separe cartolinas de duas cores. Corte uma cartolina no meio e na outra faça apenas uma dobra, de modo que pareça uma pasta.

  • Na cartolina que foi cortada, costure a planta seca.

  • Após colar a planta, cole uma etiqueta contendo as informações sobre a planta. Veja um exemplo simples de etiqueta abaixo:

NOME DA ESCOLA:

Nome científico da planta:

 

Nome popular da planta:

 

Descrição da planta:

 

Local de coleta:

 

Nome do coletador:

 

Data da coleta:

                                         

  • Após colar a etiqueta, colocar a cartolina dentro da pasta feita com a outra cartolina.

  • Acondicionar essa pasta em local livre de insetos, seco e arejado.

Dá-se o nome de exsicata a amostra da planta seca e prensada que foi fixada em cartolina e contém informações sobre aquele vegetal.

Leia também: Aula de campo: Plantas

Como usar o herbário na escola

As plantas preservadas podem ser utilizadas em aulas de Botânica.
As plantas preservadas podem ser utilizadas em aulas de Botânica.

Durante toda a criação do herbário, os alunos estarão conhecendo mais sobre os grupos de planta e suas características. Após a criação, todo o material ficará disponibilizado para aulas futuras. Sendo assim, o professor pode utilizar o herbário, posteriormente para explicar os diferentes tipos de planta, ou ainda para explicar a morfologia do vegetal. A criação do herbário será um processo importante, portanto, durante a sua criação e também após a finalização do processo.

Leia também: Dicionário de Biologia

 

Por Ma. Vanessa Sardinha dos Santos

O herbário é um local em que são encontradas plantas secas e preservadas que podem ser usadas para fins educacionais.
O herbário é um local em que são encontradas plantas secas e preservadas que podem ser usadas para fins educacionais.
Ao construir uma chave dicotômica, o aluno é levado a observar atentamente as características de determinado ser vivo
Estratégias de ensino-aprendizagem Construindo uma chave dicotômica
A aula de campo pode ser uma ótima forma de observar os diversos grupos de plantas
Estratégias de ensino-aprendizagem Aula de campo: Plantas
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola