Topo
pesquisar

O dinâmico ensino das orações subordinadas adverbiais

Estratégias de ensino-aprendizagem

O ensino das orações subordinadas adverbiais pode se tornar ainda mais dinâmico, basta que o educador se utilize de práticas metodológicas inovadoras.
PUBLICIDADE

A imagem que abre o texto traz demarcada em seus aspectos gráficos algo elementar para a discussão que ora se pretende firmar: muitos são os “Blá, blá, blás” que norteiam as aulas expositivas. No entanto, outras metodologias precisam estar incorporadas aos posicionamentos do educador, no sentido de diversificar a própria didática, cuja finalidade se define pela efetivação do processo de ensino e aprendizagem.

Tal postulado parece ganhar ainda mais contundência quando o assunto se refere ao ensino da gramática, dadas as peculiaridades que a ela atribuímos. Peculiaridades essas que, segundo a concepção dos educandos, se tornam motivo de estigma, de repulsa. Nesse sentido, quanto mais diversificada for a forma de transmitir os conteúdos, maiores serão as chances de se obter bons frutos mediante o trabalho docente.

Como aqui seria inviável citar todos os assuntos inerentes aos fatos gramaticais, elegemos as orações subordinadas adverbiais, cuja complexidade se torna fator notório, dadas as suas muitas classificações. Nesse sentido, cabe ressaltar que, diante da possibilidade de aprendê-las, a realidade que urge se manifesta pelos muitos questionamentos e pela falta de interesse por grande parte dos aprendizes. Muitos são os aspectos negativos que tendem a prevalecer diante do trabalho com o assunto em questão. Não raras as vezes, essas manifestações são oriundas da própria conduta do educador, sobretudo quando a ênfase dada ao ensino da gramática não se materializa de forma adequada.

O fato é que muitos acabam se perguntando por que aprender todas aquelas regras (aqui, em especial, todas aquelas orações subordinadas adverbiais), já que não sabem como utilizá-las.

Em face dessa realidade, torna-se imprescindível que o educador, antes de tudo, deixe bem claro que durante toda a educação básica os assuntos que norteiam a gramática são estudados de forma separada. No entanto, tudo se dá em favor de uma só causa: a importância de articularmos bem nossas ideias, nossos pensamentos, mediante distintas situações comunicacionais, seja na fala, seja na escrita. De formaa tornar ainda mais explícita tal elucidação, pode ser usado um enunciado linguístico que traga em sua essência todos os requisitos necessários a tal intento, como este a seguir:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Os alunos prepararam a apresentação do trabalho cuidadosamente.

O educador pode ensinar os termos essenciais da oração = sujeito (os alunos) + predicado (prepararam a apresentação do trabalho cuidadosamente). E os termos integrantes da oração = complementos. Os alunos prepararam o quê? A apresentação do trabalho. Não menos importantes são os chamados termos acessórios, uma vez manifestados pelo adjunto adverbial, que nesse caso se demarca pelo termo “cuidadosamente”.

É preciso ressaltar que essa mesma linha de raciocínio ocorre com o ensino das orações subordinadas adverbiais, que traz consigo a decoreba de todas aquelas conjunções, sem ensinar uma forma de interpretação, sem levar em consideração o sentido semântico que apresentam. É sob essa ótica que reside nossa proposta, ou seja, é preciso conhecer bem o sentido dessas orações para saber utilizá-las de forma consciente, adequando as escolhas às intenções comunicativas que a todo instante surgem. Nesse sentido, procurando tornar mais prazeroso o ensino das orações subordinadas adverbiais, uma excelente proposta é apostar nas dinâmicas, sobretudo na gincana. Assim, uma vez explanado o conteúdo, não deixe que somente os “blá, blá, blás” se tornem evidentes, aposte em algo mais.

- Primeiramente, no sentido de promover a competição, divida a turma em dois grupos, de preferência com o mesmo número de participantes; 

- Assim divididos, a primeira oração será escrita no quadro e a tarefa será classificá-la de forma adequada;

- Determinado o tempo de resposta para cada grupo, obterá pontos acumulativos aquele que se manifestar primeiramente e, é óbvio, posicionar-se de forma correta;

- A competição pode seguir o curso normal, até que saia o resultado do grupo vencedor, que pode ganhar algum prêmio ─ não se esquecendo, no entanto, de que o maior de todos os prêmios é o próprio incentivo por parte do educador em fazer com que os alunos se sintam motivados sempre a buscar algo de novo.


Por Vânia Duarte
Graduada em Letras

Por meio de algumas práticas inovadoras, o ensino das orações subordinadas adverbiais pode se tornar ainda mais dinâmico
Por meio de algumas práticas inovadoras, o ensino das orações subordinadas adverbiais pode se tornar ainda mais dinâmico
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola