Topo
pesquisar

Fazendo Sachês Perfumados

Estratégias de Ensino

Essa atividade experimental tem como objetivo produzir sabonetes artesanais e sachês perfumados, relacionando com o conteúdo de alcanos aprendido em sala de aula.
PUBLICIDADE

Este texto traz uma receita bem simples de como o professor, juntamente aos alunos, pode produzir sachês para perfumar gavetas, roupas, sapatos e outros objetos pessoais. Essa atividade pode ser aplicada ao se estudar o conteúdo de Química Orgânica sobre os alcanos, que são também conhecidos como parafinas.

O nome “parafina” tem origem latina, que vem de parum, que significa “pequena”, e affinis, “afinidade”, isto é, “pequena afinidade” ou “pouco reativas”. Os alcanos são hidrocarbonetos (formados apenas por átomos de carbono e hidrogênio) de cadeia aberta e saturada, ou seja, que só possuem ligações simples entre os carbonos.

As parafinas sólidas são misturas de alcanos com mais de 20 carbonos, possuindo massa molar alta. Elas podem ser usadas para produzir sabonetes artesanais, decorativos e sachês perfumados.

Outra boa ideia de aplicação dessa atividade é para apresentações em feiras de ciências escolares. Os alunos podem falar de conteúdos relacionados à importância da higiene pessoal, da constituição química dos sabonetes, da constituição da pele, dos tipos de pele e assuntos relacionados, sendo uma atividade interdisciplinar, que pode ser realizada em parceria entre professores de química e biologia.

Os alunos podem fazer os sachês e colocá-los à mostra ou até mesmo dá-los para os visitantes.

No entanto, é extremamente importante que no momento da produção dos sachês o professor esteja orientando e supervisionando, pois será feito uso de fogo e a parafina é inflamável.

Para a realização dessa aula experimental, você precisará dos seguintes materiais, que podem ser encontrados em lojas que vendem materiais para artesanato:

Materiais e Reagentes

  • 300 gramas de parafina sólida (existem vários tipos, como a transparente, a branca e a perolada. Você pode escolher a que achar mais bonita ou até mesmo usar todas, fazendo sachês diversificados);
  • 10 g de corante líquido (pode ser a cor que você desejar. O mais interessante é fazer uso de várias cores);
  • 15 g de ácido esteárico (ácido octadecanoico ou estearina. Se não conseguir comprar a estearina, você precisará untar as formas com água);
  • 10 mL de essência solúvel em óleos (também poderá ser com o cheiro que mais lhe agradar);
  • 5 mL de fixador de essências;
  • Forminhas para sachês, ou para chocolates, de diversos tamanhos e formatos;
  • Forma de bolo de boca larga;
  • Panela esmaltada ou de vidro (não use panela de alumínio);
  • Colher de pau;
  • Fonte de aquecimento, como um fogão ou bico de Bünsen de laboratório;
  • Materiais para embrulhar (à escolha).

 Com esses materiais em mão, veja como é fácil preparar os sachês.

Procedimento:

1. Prepare o banho-maria, colocando água na forma de bolo e levando ao fogo;

2. Misture na panela esmaltada a estearina, a parafina sólida cortada em pedaços pequenos e o corante na quantidade desejada;

3. Quando a água do banho-maria entrar em ebulição, abaixe o fogo e coloque a panela esmaltada com a mistura na água para aquecer;

4. Não mexa até que toda a parafina derreta e forme uma mistura homogênea;

5. Adicione o fixador de essências e mexa sem parar com a colher de pau;

6. Retire do banho-maria e coloque com cuidado nas forminhas;

7. Espere solidificar (à temperatura ambiente) e desenforme.

Sabonetes desenformados nas mais variadas formas, cores e cheiros

Embrulhe da forma desejada; pode-se usar, por exemplo, um tule (que é um tecido igual a uma peneirinha com furinhos bem fininhos usado para fazer anágua de vestidos de noiva e também em mosqueteiro) ou renda e uma fita de cetim para amarrar.

Ideias de embrulhos para os sachês perfumados

Conclusão:

É importante que o professor ajude os alunos a relacionar cada etapa da atividade experimental com o conteúdo aprendido.

Por exemplo, o ponto de fusão da parafina se situa entre 47ºC e 65ºC (não possui um ponto de fusão fixo porque se trata de uma mistura e não de uma substância pura), por isso que se usou o banho-maria, onde a temperatura não passa de 100ºC, que é o ponto de ebulição da água. Além disso, é devido a essa propriedade física da parafina que ela é sólida na temperatura ambiente, fazendo com que o líquido preparado se solidifique rapidamente.

Sabonetes artesanais usados para lavar a pele

A estearina foi utilizada como emulsificador, uma espécie de sabão, pois conforme se pode ver pela sua fórmula abaixo, sua estrutura é parecida com a dos sabões, ou seja, possui uma longa cadeia carbônica apolar e uma extremidade polar. Ela atua também como doador de consistência e desmoldante. Dessa forma, não é preciso untar as forminhas, pois a estearina faz com que os sachês sejam facilmente retirados.

                                                                                                                             O
                                                                                                                             
H3C_CH2_CH2_CH2_CH2_CH2_CH2_CH2_CH2_CH2_CH2_CH2_CH2_CH2_CH2_CH2_CH2_C
                                                                                                                             

                                                                                                                            OH

Fórmula da estearina

O professor pode, então, perguntar para os alunos que substância poderia ser usada no lugar da estearina para verificar se eles fazem alguma ligação com o conteúdo apresentado.

Como a parafina é solúvel em solventes apolares e insolúvel em água e em ácidos, uma boa opção, conforme já mencionado anteriormente, seria a água.

Além disso, é importante se utilizar o fixador de essências porque senão as substâncias responsáveis pelo perfume irão volatilizar rapidamente e o cheiro irá acabar.


Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

Sal insolúvel de cálcio em parte da pia, formado por reação de sabão e água dura
Estratégias de Ensino Água Mole e Água Dura
Aprenda a fazer bolhas de sabão mais resistentes
Estratégias de Ensino Bolha de sabão mais resistente
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola