Topo
pesquisar

Sequência didática sobre a separação correta do lixo

Estratégias de Ensino

Por meio da construção de lixeiras recicláveis e da separação dos diferentes materiais, desenvolva uma sequência didática sobre a separação correta do lixo.
PUBLICIDADE

Um dos temas transversais mais ensinados em sala é a questão do lixo e a sua destinação correta. Isso ocorre porque o lixo é um dos principais problemas da sociedade moderna, uma vez que as atividades humanas geram uma grande quantidade de resíduos, que, se não receberem a destinação correta, podem acumular-se no meio ambiente e causar diversos impactos para o espaço natural e para os seres vivos que têm contato com esses materiais.

Assim, é fundamental que o professor encontre uma maneira de ensinar essa temática de forma a torná-la significativa para o aluno, sensibilizando-o sobre a importância de dar uma destinação correta para o lixo produzido por ele. Para atingir esse objetivo, recomendamos que o professor desenvolva uma sequência didática para abordar esse conteúdo com base nos seguintes passos:

1º Aula (Introdução do conteúdo): Na primeira aula sobre a temática, é fundamental que o professor debata com os alunos sobre a produção exagerada de resíduos pela sociedade capitalista. Durante a problematização, o professor deve abordar os principais problemas ambientais causados pela destinação incorreta do lixo, a diferença entre lixo e materiais recicláveis, a necessidade de se separar adequadamente os diferentes tipos de lixo e a importância do reaproveitamento e da reciclagem.

Para motivar o debate, o professor pode utilizar o documentário “História das coisas”, que pode ser encontrado no Youtube. Esse documentário mostra uma cadeia produtiva da extração da matéria-prima até o descarte do produto e realiza uma crítica sobre o consumismo exagerado e suas consequências para o meio ambiente. Recomenda-se que o professor inicie a aula com o vídeo, que tem duração de 22 minutos e depois comece um debate sobre a temática.

2ª Aula (Aula sobre a destinação do lixo): Inicie a aula fazendo uma retomada da aula anterior e, depois, realize uma explicação sobre os diferentes destinos do lixo e os impactos de cada um deles sobre o meio ambiente. Em sua explicação, apresente dados sobre a produção de lixo no Brasil e no mundo, fale sobre a diferença entre aterro sanitário, lixão e incineração do lixo e apresente dados sobre a quantidade de materiais recicláveis que vão para os aterros sanitários todos os dias e que poderiam ser reciclados ou reaproveitados.

O professor pode também realizar com os alunos um trabalho de campo até o destino do lixo (aterro sanitário, lixão, incineradoras, rio etc.) coletado na cidade. Para isso, é preciso observar se o professor terá tempo para executar e preparar a atividade, verificar uma forma de deslocar os alunos com segurança até o local do trabalho de campo e se a prefeitura ou o órgão responsável pela coleta de lixo na cidade permite esse tipo de visita no local.

3º Aula (Separação dos diferentes tipos de materiais): Para ensiná-los a separar os diferentes tipos de “lixo”, recomenda-se a construção de lixeiras seletivas a partir de caixas de papelão (materiais recicláveis), visto que, durante o processo de construção das lixeiras, os alunos aprenderão as cores utilizadas para a separação de cada tipo de material e como deve ser feita essa coleta dos resíduos sólidos.

Divida os alunos em grupos e solicite que cada grupo leve sete caixas de papelão do mesmo tamanho e formato e os seguintes tipos de materiais: papel, papelão, fita adesiva, espelho, vidro, casca de banana, galhos de árvores, seringa e gazes (sem utilizar), isopor, espuma, papel carbono, guardanapos, cerâmicas, clipes e outros materiais que julgar necessário. Em sala, oriente a pintura dessas caixas, que devem ser pintadas de acordo com o padrão determinado pela resolução do CONAMA (Conselho Nacional do Meio Ambiente) nº 275, de 2001:

Lixo Azul - Papel/Papelão

Lixo Amarelo - Metais

Lixo Verde - Vidro

Lixo Vermelho - Plástico

Lixo Marrom - Orgânico

Lixo Cinza - Resíduos gerais (misturados) 

Branco: Material hospitalar contaminado

Após confeccionar as lixeiras, o professor pode incentivar a separação dos diferentes materiais levados pelos alunos para a escola. Nesse momento, promova uma gincana para eleger o grupo que separou corretamente os materiais conforme a resolução do CONAMA. Recomenda-se juntar todos os materiais em um único monte e solicitar que cada grupo destine-os para as suas respectivas lixeiras. O grupo que colocar a maior quantidade de materiais corretos em cada lixeira vence. Cada material colocado errado anula um material correto.

Depois da atividade, se a escola não possuir lixeiras de coleta seletiva, seria interessante disponibilizar as lixeiras produzidas pelos alunos para toda a escola. Nesse caso, os alunos poderiam realizar uma campanha de conscientização sobre a problemática do lixo no mundo e sobre a importância da destinação correta dos diferentes materiais utilizado por eles como forma de avaliação da aprendizagem. Outra forma de avaliar o aprendizado seria por meio da apresentação de painéis sobre o conteúdo.


Por Thamires Olimpia
Graduada em Geografia

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola