Topo
pesquisar

Calor envolvido na decomposição da água oxigenada

Estratégias de ensino-aprendizagem

Determinação experimental do calor envolvido na reação de decomposição da água oxigenada comercial a 10 volumes, usando um calorímetro simples.
PUBLICIDADE

A entalpia é o conteúdo de energia de uma substância e é simbolizada pela letra H. Mas não é conhecida nenhuma maneira de se determinar o valor da entalpia. Na prática, consegue-se apenas determinar a variação da entalpia (∆H) de um processo. Isso é feito utilizando calorímetros.

A experiência a seguir é um meio de determinar a entalpia de decomposição da água oxigenada (solução aquosa de peróxido de hidrogênio – H2O2(aq)­). Para tal será construído um calorímetro com material de baixo custo e fácil aquisição.

Materiais e reagentes:

  • 1 frasco de 100 mL de água oxigenada (10 Volumes);
  • Recipiente de isopor usado para manter a temperatura (ex.: porta-latas de bebidas e copos);
  • Termômetro digital ou a álcool;
  • ½ colher de chá de fermento biológico (fermento usado para fazer pães).

Procedimento:

  1. Se você não conseguir um recipiente de isopor com tampa, poderá proceder da seguinte forma: corte o fundo de um porta-latas de isopor e o adapte de forma bem justa na boca de outro porta-latas, para servir de tampa.
  2. Faça dois pequenos furos na tampa do recipiente de isopor, sendo que um deve ficar no meio. No furo no centro da tampa passe o termômetro. O outro furo destina-se à saída do gás oxigênio formado na reação de decomposição da água oxigenada para, assim, manter a pressão do sistema constante;
  3. Coloque a água oxigenada dentro do recipiente e tampe-o imediatamente. O termômetro deve ficar bem mergulhado na água oxigenada;
  4. Meça a temperatura inicial;
  5. Adicione o fermento biológico;
  6. Agite um pouco para que o fermento misture bem com a água oxigenada;
  7. Quando a temperatura atingir um valor máximo, ficando estável, anote e considere como a temperatura final do processo.

Calorímetros feitos com materiais simples

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Resultados e discussão:

O professor pode pedir que os alunos calculem a quantidade de calor transferido para a solução. Para tal, a densidade e o calor específico da solução podem ser considerados iguais aos da água, que são 1,0 g/mL e 4,18 J . ºC-1 . g-1. Essas aproximações são possíveis porque a água oxigenada de 10 volumes é uma solução aquosa que contém apenas 3% m/V de peróxido de hidrogênio. Assim, o erro será desprezível para a finalidade dessa experiência.

A fórmula da quantidade de calor Q absorvida depende da massa m da variação da temperatura ∆t e do calor específico c do material:

Q = m . c . ∆t

A massa pode ser descoberta por meio da fórmula da densidade:

d = m/v
m = d . v
m = (1,0 g/mL) . 100 mL
 m = 100 g

Substituindo os valores na fórmula da quantidade de calor, temos:

Q = (100g) . (4,18 J . ºC-1 . g-1) . ∆t

A variação da temperatura é a diferença entre a temperatura final que os alunos mediram e a temperatura inicial da água oxigenada: ∆t = tfinal – tinicial. Dessa forma, os alunos poderão encontrar valores bem razoáveis diante dos indicados pela literatura.


Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

A água oxigenada 10 volumes contém apenas 3% m/V de peróxido de hidrogênio, que sofrerá decomposição
A água oxigenada 10 volumes contém apenas 3% m/V de peróxido de hidrogênio, que sofrerá decomposição
Experimento de química – pasta de dente de elefante*
Estratégias de ensino-aprendizagem Pasta de Dente de Elefante
Saber a energia dos alimentos (valor calórico) e sua composição é importante para manter uma dieta saudável
Estratégias de ensino-aprendizagem Medindo a energia dos alimentos
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola