Topo
pesquisar

Teste de biureto em sala de aula

Estratégias de ensino-aprendizagem

A aplicação do teste de biureto em sala de aula é eficaz no reconhecimento de proteínas, no entendimento de fenômenos químicos e no preparo de soluções.
PUBLICIDADE

A aplicação do teste de biureto em sala de aula pode ser utilizada pelos docentes de Química para comprovar a existência de proteínas (macromoléculas que apresentam pelo menos dois aminoácidos ligados por meio de uma ligação peptídica) em alimentos ou soluções.

 

Fórmula estrutural de uma proteína
Fórmula estrutural de uma proteína

Denomina-se de biureto o complexo (união de macromoléculas ou átomos a um íon) formado pela interação entre moléculas de proteínas e um íon livre de cobre (Cu+2) na presença de uma base forte, que age como catalisador da interação, como podemos observar na representação a seguir:

Representação da unidade estrutural de um complexo de biureto
Representação da unidade estrutural de um complexo de biureto

Quando o biureto é formado a partir da reação descrita acima, a solução em que ele está presente apresenta a coloração violeta, o que indica a presença de proteínas no material.

Assim, a aplicação do teste de biureto em sala de aula é uma estratégia prática que visa, além do reconhecimento de proteínas em alimentos, o ensino de diversos assuntos da Química, a saber:

Introdução da atividade experimental

Antes da aplicação da atividade experimental sobre o teste do biureto, é fundamental que os temas propostos acima sejam discutidos com a turma em aulas anteriores. Além disso, antes da atividade experimental, deve ser feito o seguinte:

  • Expor aos alunos os itens que serão avaliados e o tempo para finalizar toda a atividade;

  • Organizar a turma;

  • Entregar um roteiro com os procedimentos para os alunos.

Organização da turma

Os procedimentos experimentais são extremamente simples, mas trabalhosos, por isso, sugerimos que a turma seja dividida em duplas para:

  • evitar um grande desperdício de materiais;

  • promover uma maior interação entre os estudantes;

  • garantir maior envolvimento e aprendizado no experimento.

Materiais necessários para a realização do teste de biureto

  • Sulfato de cobre;

  • Hidróxido de sódio (encontrado em loja especializada em reagentes químicos. A soda cáustica também pode ser usada em substituição);

  • Leite integral;

  • Ovos;

  • Balança;

  • Gelatina em pó (incolor e sem sabor);

  • Água quente;

  • Água em temperatura ambiente;

  • Garrafa térmica para manter a água aquecida;

    Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  • Tubos de ensaio;

  • 1 conta-gotas;

  • 1 pipeta;

  • Béqueres e copos descartáveis.

Procedimentos

  • 1º Procedimento: pesar, com um recipiente como béquer ou um copo descartável, 40 gramas de sulfato de cobre. É necessário pesar anteriormente o béquer ou o copo descartável;

  • 2º Procedimento: medir 60 mL de água em um béquer;

  • 3º Procedimento: adicionar todo o sulfato de cobre pesado ao béquer com os 60 mL de água e agitar bastante para dissolvê-lo. Nesse béquer estará a solução de cobre;

  • 4º Procedimento: pesar, com um recipiente como béquer ou um copo descartável, 10 gramas de hidróxido de sódio ou soda cáustica;

  • 5º Procedimento: medir 30 mL de água em um béquer;

  • 6º Procedimento: adicionar todo o hidróxido de sódio pesado ao béquer com os 30 mL de água e agitar bastante para dissolvê-lo. Nesse béquer estará a solução de hidróxido de sódio.

  • 7º Procedimento: pesar 1 grama de gelatina em pó incolor em um recipiente;

  • 8º Procedimento: medir 10 mL de água fervente em um béquer e, logo em seguida, adicionar toda a gelatina pesada e mexer bem. Adicionar também três gotas da solução de cobre com o conta-gotas e, ainda, 2,5 mL da solução de hidróxido de sódio com a pipeta;

  • 9º Procedimento: quebrar um ovo, separando a gema da clara, em dois recipientes diferentes. Para finalizar esse procedimento, adicionar 50 mL de água ao recipiente com a clara e ao recipiente com a gema mexendo bem. Por fim, teremos a solução de clara e a solução de gema;

  • 10º Procedimento: medir 10 mL da solução de clara em um béquer e adicionar três gotas da solução de cobre com o conta-gotas e também 2,5 mL da solução de hidróxido de sódio com a pipeta;

  • 11º Procedimento: medir 10 mL da solução de gema em um béquer e adicionar três gotas da solução de cobre com o conta-gotas e ainda 2,5 mL da solução de hidróxido de sódio com a pipeta.

Sugestões de avaliação na atividade experimental do teste do biureto

Para a avaliação da atividade, sugerimos que o professor aborde os seguintes critérios:

  • Interesse durante a atividade;

  • Organização durante a realização dos procedimentos;

  • Análise dos béqueres com o resultado final de cada procedimento;

  • Limpeza dos materiais e organização do espaço utilizado.


Por Me. Diogo Lopes Dias

Alimentos que possuem proteínas em sua composição podem ser utilizados no teste do biureto
Alimentos que possuem proteínas em sua composição podem ser utilizados no teste do biureto
Teste de Baeyer em alceno e ciclano
Estratégias de ensino-aprendizagem Teste de Baeyer
As chamas adquirem colorações diferentes de acordo com a substância analisada.
Estratégias de ensino-aprendizagem Teste de chama: transição eletrônica
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola