Topo
pesquisar

Experimento do leite psicodélico

Estratégias de ensino-aprendizagem

Coloque leite no prato, pingue os corantes e depois algumas gotas de detergente; o resultado será que as cores vão se mover, gerando um leite psicodélico.
Imagem de leite com corante depois da adição de detergente
Imagem de leite com corante depois da adição de detergente
PUBLICIDADE

O experimento a seguir é muito interessante para se realizar em sala de aula para explicar os conteúdos de polaridade, solubilidade e como os detergentes agem para remover a gordura. Além de serem necessários apenas materiais simples, que podem ser encontrados em praticamente todas as cozinhas, o efeito visualizado nesse experimento é muito bonito e chama a atenção dos alunos, tornando a aula de química muito interessante.

Materiais:

  • Um prato;
  • Leite;
  • Corantes alimentícios;
  • Detergente líquido para lavar louças.

Materiais necessários para o experimento do leite psicodélico
Materiais necessários para o experimento do leite psicodélico

Procedimento experimental:

1. Coloque o leite no prato;

2. Adicione gotas dos corantes alimentícios de diferentes cores no leite;

Etapa de experimento de leite com corantes
Etapa de experimento de leite com corantes

3. Pingue 1 gota de detergente líquido no meio do leite e observe o efeito resultante.

Experimento com leite, corantes e detergente
Experimento com leite, corantes e detergente

Continue pingando o detergente em diferentes partes do leite. Essa parte também pode ser feita molhando um palito de dente no detergente e tocando em diferentes pontos da superfície do leite.

Resultados e discussões:

O efeito visto ocorre porque o detergente dissolve (emulsifica) a mistura de leite e corante. O leite é uma mistura de várias substâncias, principalmente água e gordura. No entanto, o leite que compramos para consumir é homogeneizado, o que significa que por meio de processos industriais a gordura do leite passa por um furo muito pequeno que quebra os glóbulos de gordura, tornando-os minúsculos e fazendo com que fiquem em suspensão no leite.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Assim, os corantes não se misturam no leite por causa de sua gordura. Mas o detergente é um agente tensoativo, que é capaz de quebrar essa tensão superficial que impede o corante de se dissolver no leite.

Essa ação do detergente pode ser entendida no processo de retirada da gordura das louças. O detergente é constituído por moléculas com longas cadeias carbônicas apolares e uma extremidade polar.

Visto que possui uma parte apolar e uma polar, o detergente é capaz de interagir tanto com a gordura como com a água. A extremidade polar interage com a água e a cadeia longa apolar interage com a gordura, formando pequenos glóbulos, chamados de micelas.

Nas micelas, a parte apolar fica voltada para a parte interna do glóbulo em contanto com a gordura, e a parte polar fica voltada para a parte exterior, em contato com a água. Dessa forma, quando se “arrastam” as micelas de detergente, removem-se também a gordura junto, pois ela estará aprisionada na região central da micela.

Um fenômeno similar ocorre com o leite e o corante, sendo que o detergente quebra a tensão e eles começam a se misturar loucamente.

Para visualiza melhor como isso ocorre, veja o vídeo: “Faça leite psicodélico com corante e detergente”.


Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola