Sugestão de aula sobre o cálculo de áreas de superfícies planas

Estratégias de ensino-aprendizagem

Apresentamos aqui uma sugestão interessante e eficiente de aula sobre o cálculo de áreas de superfícies planas.
PUBLICIDADE

A aula sugerida neste artigo tem o objetivo de fazer com que os alunos aprendam o que são áreas na realidade em vez de apenas memorizarem as fórmulas para os cálculos. Serão necessárias de duas a três aulas de 50 minutos cada e o material utilizado será apenas lápis e papéis, onde serão impressas formas geométricas.

Primeiro momento

No primeiro momento, o professor deve explicar rapidamente aos alunos a ideia central de área (a quantidade de superfície plana ocupada por uma figura geométrica) e o modo como o valor da área pode ser obtido: pela quantidade de quadrados de lado 1un que ocupam essa figura geométrica.

Segundo momento

A segunda etapa dessa atividade consiste em entregar aos alunos uma folha de papel em branco e pedir que eles desenhem e pintem um quadrado ou retângulo com determinada área em centímetros quadrados. É evidente que essa figura precisa ter dimensões que possam ser colocadas nesse papel com facilidade.

Os alunos criarão diferentes retângulos e, provavelmente, muitos quadriláteros diversos com boas ideias sobre a área dessa figura. Nesse momento, o professor deve levantar uma discussão para que os próprios alunos procurem pelos erros e acertos na construção e cálculo da área das figuras.

Terceiro momento

O terceiro momento de aula deve ser destinado a discutir o cálculo da área de um triângulo retângulo e isósceles utilizando esta estratégia: preenchê-lo com quadrados de lado 1 un.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Primeiramente, o professor deve disponibilizar folhas com esse triângulo impresso e pedir que seus alunos calculem sua área por meio desse método. Caso nenhum aluno perceba, o professor pode orientá-los a preencher as lacunas próximas à hipotenusa do triângulo com quadradinhos de lado 1 un divididos ao meio.

Será possível calcular com boa precisão a área desse triângulo. A discussão que isso provocará pode criar a estratégia de preenchimento da quarta etapa da atividade, exposta a seguir.

Quarto momento

É chegada a hora de tentar determinar a área de alguma figura que não possua lados retos. Para tanto, proponha que seus alunos, por meio da estratégia de preenchimento com quadrados de lado 1un, calculem a área de um círculo. Essa figura deverá ser entregue impressa aos alunos.

Cada aluno ou grupo, se houver tempo, deverá falar sobre sua experiência ao tentar preencher as figuras com quadrados. Essa discussão concluirá a atividade e pode ser que os alunos tenham uma ideia muito mais clara do significado de área de uma figura plana para aprender as fórmulas de cada figura.

Finalmente, o professor deve retomar o ensino de modos práticos para o cálculo de área de cada uma das figuras utilizadas. Esse cálculo prático pode dar origem a um rico estudo sobre multiplicação e suas implicações e resultados. Para conferir uma atividade que envolve área e multiplicação, clique aqui.


Por Luiz Paulo Moreira
Graduado em Matemática

Fórmulas usadas para o cálculo da área de algumas figuras geométricas
Fórmulas usadas para o cálculo da área de algumas figuras geométricas