Topo
pesquisar

Trabalhando diferentes indicadores ácido-base em sala de aula

Estratégias de ensino-aprendizagem

Esta estratégia de ensino aborda o uso de diferentes indicadores ácido-base em sala de aula e visa promover o aprendizado desse conteúdo por meio de uma atividade prática.
PUBLICIDADE

Este texto traz uma proposta para os educadores de Química realizarem um trabalho com indicadores ácido-base em sala de aula, que aborda o assunto de forma prática e dá enfoque na participação dos alunos.

Vale ressaltar que o objetivo é ensinar os estudantes a reconhecerem um material de caráter ácido ou básico por meio da utilização de substâncias específicas.

Inicialmente, é importante ensinar aos estudantes quais são os indicadores ácido-base que serão utilizados neste trabalho e quais são as cores que cada um apresenta em contato com ácido ou uma base.

A seguir, estão os indicadores sugeridos para serem utilizados nesta proposta de trabalho em sala de aula:

  • Fenolftaleína: torna-se incolor com ácido e rosa com base;

  • Vermelho de metila: quando em contato com ácido, fica vermelho; em contato com a base, fica amarelo;

  • Repolho roxo: em contato com ácido, fica vermelho; com a base, torna-se verde;

  • Azul de bromofenol: em contato com ácido, fica amarelo; com base, fica violeta.

Segue a proposta de trabalho com diferentes indicadores ácido-base, que deve ser aplicada em grupo para promover maior interação e divisão de tarefas entre os estudantes da turma:

Materiais e reagentes

  • Béqueres ou copos descartáveis;

  • Baquetas ou colheres plásticas;

  • Liquidificador;

  • Peneira;

  • Espátula pequena;

  • Conta-gotas;

  • Água;

  • Álcool etílico (adquirido em farmácia ou supermercado);

  • Fenolftaleína (adquirido em loja especializada em reagentes químicos);

  • Vermelho de metila (adquirido em loja especializada em reagentes químicos);

  • Repolho roxo;

  • Azul de bromofenol (adquirido em loja especializada em reagentes químicos);

  • Pasta de dente;

  • Água sanitária;

  • Vinagre;

  • Sabão em pó;

  • Suco concentrado de caju;

  • Suco de abacaxi em pó.

Essa relação de materiais não é obrigatória. O (a) educador (a) pode trocar um ou vários itens, de acordo com a disponibilidade de materiais e o recurso financeiro.

Procedimentos experimentais

Confira a seguinte lista de procedimentos experimentais para o trabalho com os indicadores ácido-base em sala de aula:

  • 1o passo: Cortar alguns pedaços de repolho roxo e bater no liquidificador com 200 mL de água;

  • 2o passo: Peneirar o suco de repolho roxo e reservá-lo em um recipiente (béquer ou copo descartável). Esse é o indicador de repolho roxo;

  • 3o passo: Em um segundo recipiente, adicione uma pequena quantidade de fenolftaleína e, em seguida, misture com 200 mL de álcool e mexa bem a mistura. Esse é o indicador de fenolftaleína;

  • 4o passo: Em outro recipiente, adicione uma pequena quantidade de vermelho de metila e misture-a com 200 mL de álcool. Mexa bem a mistura, que será o indicador de vermelho de metila;

    Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  • 5o passo: Uma pequena quantidade de azul de bromofenol deve ser colocada em outro recipiente e misturada com 200 mL de álcool. Em seguida, mexa bem. Esse é o indicador de azul de bromofenol;

  • 6o passo: Em quatro copos diferentes, adicione vinagre;

  • 7o passo: Adicione uma pequena quantidade de suco concentrado de caju em um copo. Em seguida, misture-a com 200 mL de água e divida a mistura em quatro copos diferentes;

  • 8o passo: Adicione uma pequena quantidade de suco em pó de abacaxi em um copo. Depois, misture-a com 200 mL de água e divida mistura em quatro copos diferentes;

  • 9o passo: Adicione uma pequena quantidade de sabão em pó em um copo. Em seguida, misture-a com 200 mL de água e divida a mistura em quatro copos diferentes;

  • 10o passo: Adicione água sanitária em quatro copos diferentes;

  • 11o passo: Coloque uma pequena quantidade de pasta de dente em um copo e misture com 200 mL de água. Divida a mistura em quatro copos diferentes;

  • 12o passo: Por fim, em cada copo com os produtos (sucos, vinagre, pasta de dente, água sanitária e sabão em pó), os estudantes devem pingar 10 gotas de cada um dos indicadores. Em seguida, devem verificar e anotar os resultados.

Análises e discussão

Após a realização de cada um dos procedimentos práticos por parte dos alunos, é interessante que o professor (a) realize uma discussão sobre quais eram os resultados esperados em cada um dos experimentos, para que os alunos possam ter a condição de verificar se realizaram ou não a atividade da forma correta.

É importante que os alunos entreguem ao professor, ao final da aula, os registros verificados durante o trabalho com os indicadores, para uma possível avaliação do que foi anotado.

Avaliação

Como a proposta é um trabalho prático envolvendo os indicadores ácido-base em sala de aula, é primordial que os alunos sejam valorizados pela atividade desenvolvida. Podem ser utilizados como critérios de avaliação:

  • Envolvimento com a atividade;

  • Participação durante a execução da atividade;

  • Registro dos resultados verificados em cada procedimento;

  • Organização durante os procedimentos;

  • Cuidados e higiene com os materiais durante os procedimentos.



Por Me. Diogo Lopes Dias

A fenolftaleína fica rosa ao entrar em contato com uma base
A fenolftaleína fica rosa ao entrar em contato com uma base
Assista às nossas videoaulas
Materiais utilizados na titulação em um laboratório
Estratégias de ensino-aprendizagem Explorando a titulação em sala de aula
Qual é o pH do vinho?
Estratégias de ensino-aprendizagem Trabalhando a escala de pH
A fenolftaleína é um indicador ácido-base sintético que fica rosa em meio básico
Estratégias de ensino-aprendizagem Aula experimental sobre indicador ácido-base
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola