Topo
pesquisar

Explorando a titulação em sala de aula

Estratégias de Ensino

Esta estratégia de ensino propõe uma forma simples e fácil de explorar a titulação em sala de aula por meio de uma vivência prática.
PUBLICIDADE

Explorar a titulação em sala de aula, na maioria das vezes, é um grande desafio para o (a) educador (a), pois é um assunto da Química que demanda alguns conhecimentos básicos e uma boa estratégia para promover o entendimento da turma.

Não é recomendado explorar a titulação em sala de aula apenas pelo viés matemático e, muito menos ainda, somente pela perspectiva teórica. Na realidade, seria interessante que o (a) professor (a) pudesse aliar esses dois aspectos com uma atividade prática.

Diversos estudos apontam maior qualidade no aprendizado quando os alunos têm um contato prático, por meio do qual eles têm a oportunidade de visualizar, mesmo que de forma simples, o aspecto teórico.

Em vista disso, apresentamos neste texto uma estratégia de ensino para que você, professor (a) de Química, possa explorar a titulação em sala de aula.

Introdução

Nesta proposta, sugerimos que, em sala de aula, seja demonstrada aos alunos toda a parte teórica da titulação, que é:

  • Titulado: solução de concentração desconhecida;

  • Titulante: solução de concentração conhecida;

  • Revisão sobre reações de neutralização;

  • Montagem da equação que representa a reação química da titulação;

  • Cálculo da concentração em mol/L de uma solução conhecida;

  • Cálculo da concentração em mol/L de uma solução desconhecida.

Materiais e reagentes

  • Vinagre comercial (adquirido em supermercado) ou uma solução de ácido muriático (adquirida em loja ferragista);

  • Copos descartáveis ou béqueres;

  • Balança;

  • Luvas descartáveis;

  • Óculos de proteção (se possível);

  • Colheres;

  • Espátulas;

  • Pipetas graduadas;

  • Soda cáustica (adquirido em supermercados) ou o hidróxido de sódio P.A. (adquirido em loja específica de produtos químicos);

  • Água;

  • Fenolftaleína (adquirido em loja específica de produtos químicos);

  • Álcool comum (adquirido em farmácia ou supermercado).

Procedimentos

a) Preparo da solução de soda cáustica 0,1 mol/L:

  • 1º Passo: pesar 0,8 g de soda cáustica;

  • 2º Passo: adicionar 200 mL de água em um copo;

  • 3º Passo: misturar toda a soda cáustica com a água. Reservar.

b) Preparo da solução alcoólica de fenolftaleína:

  • 1º Passo: pesar 0,05 g de fenolftaleína;

  • 2º Passo: adicionar 200 mL de álcool em um copo;

  • 3º Passo: misturar toda a fenolftaleína com o álcool. Reservar.

c) Realizando a titulação:

  • 1º Passo: em um copo, adicionar um volume qualquer de vinagre, por exemplo, 20 mL;

  • 2º Passo: adicionar, com o auxílio de um conta-gotas, 5 gotas de fenolftaleína no vinagre. Misturar bem;

  • 3º Passo: pipetar, aos poucos, a solução de soda cáustica sobre o vinagre até que ele passe a adquirir a coloração rosa definitivamente.

Obs.: Verificar qual foi o volume de solução aquosa de soda cáustica que foi utilizado para a neutralização da solução de vinagre.

Conclusão

Após a realização de todos esses procedimentos, é interessante que o (a) professor (a) solicite aos alunos o cálculo da concentração em quantidade matéria do vinagre comercial utilizado na aula.

Para tal, eles devem utilizar o volume e a concentração do titulante, bem como o volume do titulado, na seguinte expressão:

número de mol do ácido = número de mol da base

nA = nB

MA.VA = MB.VB

Nessa expressão, V é o volume de cada solução e M é a concentração em mol/L.


Por Me. Diogo Lopes Dias

Na titulação ácido-base, uma solução de concentração conhecida é gotejada sobre outra solução de concentração desconhecida
Estratégias de Ensino Titulação na prática
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola