Topo
pesquisar

Ensinando propriedades coligativas por meio da produção de sorvete

Estratégias de ensino-aprendizagem

Ensinar propriedades coligativas por meio da produção de sorvete pode ser um excelente recurso didático para facilitar o aprendizado sobre o tema.
PUBLICIDADE

Essa estratégia de ensino sobre propriedades coligativas por meio de produção de sorvete tem como objetivo fornecer aos educadores um recurso didático para facilitar a compreensão desse importante artifício da Química.

Para tanto, é fundamental que o professor procure apresentar aos alunos as propriedades coligativas de forma teórica e breve para que, durante a produção do sorvete, eles possam ter condição de identificá-las.

Com certeza, por meio da proposta que apresentamos aqui, o professor não só tornará o aprendizado mais ''sólido'', bem como extremamente divertido e literalmente gostoso.

Tópicos que devem ser abordados durante a atividade experimental

O objetivo é proporcionar o reconhecimento das propriedades coligativas de uma solução. Como a produção de sorvete envolve a diminuição de temperatura, logo, a atividade prioriza a crioscopia ou criometria. Porém, todas as outras propriedades coligativas (tonoscopia, ebulioscopia e osmoscopia) podem ser enfatizadas e abordadas durante a atividade, já que todas envolvem a utilização de um soluto não volátil em um solvente, assim como a crioscopia.

Além das propriedades coligativas, outros aspectos que podem ser trabalhados durante a atividade são:

Materiais necessários para a produção do sorvete

Veja uma sugestão de materiais para a realização do procedimento experimental da produção de sorvete. Vale ressaltar que o professor pode adaptar ou modificá-los de acordo com a disponibilidade e custo dos materiais.

  • 1 saco plástico de menor capacidade (pode ser de 1 litro) que possa ser bem vedado;

  • Saco plástico de maior capacidade que o anterior (por exemplo, de 4 litros) e que também possa ser bem vedado;

  • 120 mL de Leite (integral);

  • 100 gramas de Creme de Leite;

  • 45 gramas de açúcar (refinado);

  • 2 kg de gelo picado;

  • 2,5 mL de essência de baunilha (ou de qualquer outro sabor);

  • 1 kg de Cloreto de Sódio (sal de cozinha);

  • Vasilha plástica para colocar o sorvete produzido.

Procedimento experimental para a produção do sorvete

Para a realização da atividade prática, o professor pode dividir a turma em grupos de três a quatro alunos. Cada grupo deve fazer o seguinte:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  • 1o Passo: adicionar no saco plástico menor todo o leite, creme de leite, a essência e o açúcar.;

  • 2o Passo: vedar bem o saco plástico e agitar bastante até que a mistura se torne homogênea;

  • 3o Passo: adicionar pelo menos 1 kg de gelo no saco plástico maior e 200 gramas de cloreto de sódio;

  • 4o Passo: colocar o saco menor vedado no interior do saco plástico maior. Logo em seguida, vedar bem o saco maior para não permitir o escape de nenhum material;

  • 5o Passo: colocar uma luva ou utilizar um pano para proteger as mãos do frio e, em seguida, agitar os sacos plásticos, agora juntos, de forma contínua e leve. A agitação deve ser realizada até que o conteúdo do saco menor tenha sido solidificado.

Discussão com os alunos sobre a produção do sorvete

Durante a discussão com os alunos após a produção do sorvete ter sido realizada, o professor deve enfatizar e esclarecer o porquê de o sorvete ter sido produzido mesmo sem a utilização de um freezer para diminuição da temperatura da mistura.

Deve ser ressaltado o fenômeno da crioscopia, já que o experimento prático aborda a diminuição da temperatura do sistema (sorvete) após a adição de um soluto não volátil (cloreto de sódio) no gelo.

Seria interessante iniciar a discussão tentando extrair dos alunos como o sorvete foi produzido. Em seguida, deve-se explicar que a solidificação ocorreu porque foi adicionada uma certa quantidade de cloreto de sódio ao gelo presente no saco plástico maior. O cloreto de sódio (soluto não volátil), em contato com o gelo, provoca a diminuição da temperatura de congelamento da água (gelo). Assim, a temperatura da mistura abaixa a níveis suficientemente capazes de solidificá-la.

Avaliação

Veja algumas sugestões para a avaliação dos alunos:

  • Participação na produção do sorvete;

  • Eficiência no manuseio dos materiais durante a realização da experiência;

  • Interesse durante a discussão do processo;

  • Participação na discussão sobre a produção do sorvete.


Por Me. Diogo Lopes Dias

Os sorvetes podem ser produzidos por meio da aplicação da crioscopia
Os sorvetes podem ser produzidos por meio da aplicação da crioscopia
O gálio é um metal com ponto de fusão baixo, por isso ele funde-se facilmente
Estratégias de ensino-aprendizagem Proposta de aula experimental sobre ponto de fusão
Qual líquido irá congelar primeiro? A água pura ou a solução de sal e água?
Estratégias de ensino-aprendizagem Experimento de Crioscopia
O peso do patinador sobre as lâminas causa uma pressão no gelo que o derrete e torna mais fácil a patinação sobre ele
Estratégias de ensino-aprendizagem Atravessando gelo sem cortá-lo
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola