Whatsapp

Ensinando propriedades coligativas por meio da produção de sorvete

Estratégias de ensino-aprendizagem

Ensinar propriedades coligativas por meio da produção de sorvete pode ser um excelente recurso didático para facilitar o aprendizado sobre o tema.
Os sorvetes podem ser produzidos por meio da aplicação da crioscopia
Os sorvetes podem ser produzidos por meio da aplicação da crioscopia
PUBLICIDADE

Essa estratégia de ensino sobre propriedades coligativas por meio de produção de sorvete tem como objetivo fornecer aos educadores um recurso didático para facilitar a compreensão desse importante artifício da Química.

Para tanto, é fundamental que o professor procure apresentar aos alunos as propriedades coligativas de forma teórica e breve para que, durante a produção do sorvete, eles possam ter condição de identificá-las.

Com certeza, por meio da proposta que apresentamos aqui, o professor não só tornará o aprendizado mais ''sólido'', bem como extremamente divertido e literalmente gostoso.

Tópicos que devem ser abordados durante a atividade experimental

O objetivo é proporcionar o reconhecimento das propriedades coligativas de uma solução. Como a produção de sorvete envolve a diminuição de temperatura, logo, a atividade prioriza a crioscopia ou criometria. Porém, todas as outras propriedades coligativas (tonoscopia, ebulioscopia e osmoscopia) podem ser enfatizadas e abordadas durante a atividade, já que todas envolvem a utilização de um soluto não volátil em um solvente, assim como a crioscopia.

Além das propriedades coligativas, outros aspectos que podem ser trabalhados durante a atividade são:

Materiais necessários para a produção do sorvete

Veja uma sugestão de materiais para a realização do procedimento experimental da produção de sorvete. Vale ressaltar que o professor pode adaptar ou modificá-los de acordo com a disponibilidade e custo dos materiais.

  • 1 saco plástico de menor capacidade (pode ser de 1 litro) que possa ser bem vedado;

  • Saco plástico de maior capacidade que o anterior (por exemplo, de 4 litros) e que também possa ser bem vedado;

  • 120 mL de Leite (integral);

  • 100 gramas de Creme de Leite;

  • 45 gramas de açúcar (refinado);

  • 2 kg de gelo picado;

  • 2,5 mL de essência de baunilha (ou de qualquer outro sabor);

  • 1 kg de Cloreto de Sódio (sal de cozinha);

  • Vasilha plástica para colocar o sorvete produzido.

Procedimento experimental para a produção do sorvete

Para a realização da atividade prática, o professor pode dividir a turma em grupos de três a quatro alunos. Cada grupo deve fazer o seguinte:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  • 1o Passo: adicionar no saco plástico menor todo o leite, creme de leite, a essência e o açúcar.;

  • 2o Passo: vedar bem o saco plástico e agitar bastante até que a mistura se torne homogênea;

  • 3o Passo: adicionar pelo menos 1 kg de gelo no saco plástico maior e 200 gramas de cloreto de sódio;

  • 4o Passo: colocar o saco menor vedado no interior do saco plástico maior. Logo em seguida, vedar bem o saco maior para não permitir o escape de nenhum material;

  • 5o Passo: colocar uma luva ou utilizar um pano para proteger as mãos do frio e, em seguida, agitar os sacos plásticos, agora juntos, de forma contínua e leve. A agitação deve ser realizada até que o conteúdo do saco menor tenha sido solidificado.

Discussão com os alunos sobre a produção do sorvete

Durante a discussão com os alunos após a produção do sorvete ter sido realizada, o professor deve enfatizar e esclarecer o porquê de o sorvete ter sido produzido mesmo sem a utilização de um freezer para diminuição da temperatura da mistura.

Deve ser ressaltado o fenômeno da crioscopia, já que o experimento prático aborda a diminuição da temperatura do sistema (sorvete) após a adição de um soluto não volátil (cloreto de sódio) no gelo.

Seria interessante iniciar a discussão tentando extrair dos alunos como o sorvete foi produzido. Em seguida, deve-se explicar que a solidificação ocorreu porque foi adicionada uma certa quantidade de cloreto de sódio ao gelo presente no saco plástico maior. O cloreto de sódio (soluto não volátil), em contato com o gelo, provoca a diminuição da temperatura de congelamento da água (gelo). Assim, a temperatura da mistura abaixa a níveis suficientemente capazes de solidificá-la.

Avaliação

Veja algumas sugestões para a avaliação dos alunos:

  • Participação na produção do sorvete;

  • Eficiência no manuseio dos materiais durante a realização da experiência;

  • Interesse durante a discussão do processo;

  • Participação na discussão sobre a produção do sorvete.


Por Me. Diogo Lopes Dias

Artigos Relacionados
Sabia que na verdade as pessoas patinam sobre a água, e não sobre o gelo? Veja isso por meio do experimento “Atravessando gelo sem cortá-lo”.
Procedimento caseiro que explica uma propriedade coligativa dos líquidos.
Veja um experimento simples e barato para demonstrar para os alunos como ocorre a propriedade coligativa da crioscopia.
Aprenda sobre o ponto de congelamento de substâncias.
Como demonstrar em sala de aula essa propriedade coligativa.
Osmose e propriedade absorvente.
Como funciona o processo de absorção de água realizado pelas plantas.
O ponto de ebulição da água ao nível do mar é 100°C e durante essa mudança de estado, a temperatura permanece constante.
Como provar que o gelo derrete a 0°C?
Veja uma aula experimental sobre ponto de fusão que você pode realizar ao trabalhar com essa parte das propriedades periódicas em sala de aula.
Faça o teste e comprove a energia das moléculas.
  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola